0

Flamengo aposta em retrospecto positivo na casa do Ceará para buscar liderança

Jorge Jesus deve poupar alguns atletas visando o jogo da Libertadores contra o Internacional

25 ago 2019
14h47
atualizado às 14h47
  • separator
  • 0
  • comentários

Além da motivação para buscar a liderança do Campeonato Brasileiro diante do Ceará, às 19h deste domingo, no Castelão, o Flamengo conta com o retrospecto positivo na casa do adversário na escalada para tentar tomar a ponta do Santos.

Com 30 pontos na tabela após 15 rodadas, o time carioca encara um adversário para quem não perdeu ainda neste século em partidas pela primeira divisão realizadas em Fortaleza. Por lá, foram apenas três jogos entre as equipes desde 2001, com duas vitórias cariocas e um empate.

Tal histórico se deve à longa ausência do Ceará na elite do futebol nacional, que se estendeu de 1993 a 2009. Depois de participar da competição em 2010 e 2011, sendo rebaixada em 2012, a equipe nordestina só obteve novo acesso em 2017, o que fez com que só tenham ocorrido duelos entre os dois times em solo cearense em 2010 (2 a 2), 2011 (1 a 0 para O Flamengo) e 2018 (3 a 0 para os cariocas).

Para o encontro deste domingo, o técnico Jorge Jesus já adiantou que deve poupar alguns jogadores pensando no confronto decisivo da próxima quarta-feira contra o Internacional em Porto Alegre, pelas quartas de final da Copa Libertadores.

Como está suspenso do duelo pelo torneio continental, Willian Arão não deve ser um desses atletas preservados no compromisso pela competição nacional neste fim de semana. O volante comentou sobre a força da equipe da casa. "Vi alguns jogos do Ceará no campeonato, é uma equipe forte. Por lá, onde enfrentei algumas vezes, sempre foram fortes. Temos que tentar anular os principais jogadores e aproveitar suas fragilidades", analisou.

Mesmo com aparente foco na decisão do meio da próxima semana, Jorge Jesus rechaçou qualquer chance de priorizar a Libertadores. "Estamos com possibilidade de conquistar as duas competições, a apenas dois pontos do Santos. Não podemos abdicar do título Brasileiro e dar prioridade só para uma competição. Temos que saber atuar nas duas situações", destacou o português.

Os únicos desfalques confirmados para o português são os do lateral-direito Rodinei, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e do volante Cuéllar, afastado pela diretoria na última sexta-feira por tempo indeterminado após pedir para não viajar a Fortaleza alegando motivos pessoais.

A escalação do time carioca deste domingo em Fortaleza, no entanto, deve ser definida pelo departamento de fisiologia do clube. Quem estiver mais desgastado segundo os dados analisados pelos profissionais responsáveis, deve ser poupado. O atacante Gabriel Barbosa, por exemplo, que ainda se recupera de uma lesão na coxa, pode ser um dos preservados. Como tem sido apontado pelo treinador, quatro ou cinco titulares devem dar oportunidade a suplentes no confronto com o Ceará.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade