1 evento ao vivo
CSA

Felipão enfrenta em Maceió time que lhe deu primeira chance na carreira

Treinador do Palmeiras começou a carreira no comando do time alagoano, em 1982

1 mai 2019
04h41
atualizado às 04h41
  • separator
  • 0
  • comentários

O CSA terá um torcedor ilustre no papel de adversário no jogo com o Palmeiras, nesta quarta-feira. O técnico Luiz Felipe Scolari tem um carinho especial pelo clube alagoano, por ter sido onde encerrou a carreira como jogador e, meses depois, iniciou o primeiro trabalho como treinador, em 1982.

Os últimos momentos do atleta Felipão foram como zagueiro e capitão do CSA no título do Campeonato Alagoano de 1981, aos 33 anos. O espírito de liderança do elenco e a experiência na carreira renderam ao defensor o convite da diretoria para mudar de profissão e virar técnico da equipe no ano seguinte.

Curiosamente, o primeiro presidente de clube a ter assinado contrato com Felipão foi Fernando Collor de Mello. O então prefeito de Maceió era dirigente do CSA e anos mais tarde se tornaria governador de Alagoas e presidente do Brasil.

Felipão guarda boas recordações da época do CSA e até mesmo mantém contato com antigos colegas de time. "Voltar a Maceió é sempre uma alegria. Vivi uma época em que aprendi. Foram os primeiros passos da carreira. As pessoas com quem trabalhei me ensinaram bastante. Devo muito a elas e pelo CSA, por ter me dado um dos únicos títulos que tenho como jogador", comentou.

Antes de iniciar o trabalho de técnico, Felipão havia sido zagueiro e professor de Educação Física em escolas da rede pública de ensino. O CSA foi, inclusive, o único time que ele defendeu como zagueiro fora do Rio Grande do Sul.

Nos últimos anos, o treinador acompanhou o CSA à distância, mas teve reencontros outros marcantes com a capital alagoana. Em 1998, na primeira passagem pelo Palmeiras, Felipão enfrentou o ex-time na estreia pela Copa do Brasil, na campanha que lhe renderia o primeiro título no comando do clube alviverde.

Já durante a segunda passagem pelo Palmeiras, em 2012, o treinador voltou a Maceió para enfrentar o Coruripe, pela primeira fase da Copa do Brasil. Antes do jogo, Felipão foi convidado pelo então governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho, para um café da manhã no Palácio República dos Palmares. O time alviverde também terminaria aquela competição como campeão.

O treinador também conta que no ano passado acompanhou junto com a comissão técnica a campanha do CSA e torceu pelo acesso da equipe à elite. "Nós sempre acompanhamos o CSA. Ficamos de olho na Série B, e nos últimos jogos a gente torcia para que o CSA já estivesse classificado", afirmou. "Ficamos muito felizes com o acesso, é como se nós estivéssemos juntos. Vou torcer para o CSA fazer uma boa campanha na Série A."

A passagem de Felipão como técnico do CSA terminou ainda em 1982. No ano seguinte ele voltou ao interior do Rio Grande do Sul para dirigir o Juventude e logo depois comandou o Brasil, de Pelotas.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade