0

Felipão garante que Deyverson fica e revela conversa

Clube já havia acertado com time chinês, mas o atacante decidiu permanecer, após conversa com o treinador

23 fev 2019
21h55
atualizado em 24/2/2019 às 09h27
  • separator
  • comentários

O atacante Deyverson vai permanecer no Palmeiras. O anúncio foi feito pelo técnico Luiz Felipe Scolari, após o empate sem gols com o Santos, neste sábado, no Allianz Parque. O jogador tinha uma oferta milionária da China, mas decidiu permanecer no clube após uma conversa com o treinador.

Deyverson, jogador do Palmeiras, durante treino na Academia de Futebol da Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulista
Deyverson, jogador do Palmeiras, durante treino na Academia de Futebol da Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulista
Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta Press

"Há dois dias, o Palmeiras tinha possibilidade de vender o Deyverson para a China por valores excelentes. Quando eu conversei com o Deyverson, tive uma sensação agradável. Ele me disse: 'Eu não quero sair' e me perguntou: 'O senhor quer eu vá embora?' Eu disse: 'Tu cometes alguns exageros, mas és uma pessoa da minha confiança e tenho algo para te ajudar'", contou o treinador, durante entrevista coletiva pós-jogo.

Felipão acredita que o atacante conseguirá recuperar seu espaço e a moral com a torcida. "Ele me disse que não sai. Eu gosto dele, todo mundo gosta, a torcida, os jogadores. Isso não inclui algumas coisas que ele fez. Mas ele vai permanecer", assegurou o comandante palmeirense.

Na última quinta-feira, o Palmeiras acertou a venda dele para o Shenzhen, da China, por 12 milhões de euros (R$ 51,2 milhões). Para o negócio sair, faltava o jogador aceitar ir embora e ele iria receber um salário três vezes maior do que recebe no time brasileiro.

O atacante foi suspenso pelo TJD por seis jogos no Paulistão e levou uma multa de R$ 350 mil da diretoria após ser expulso no clássico com o Corinthians por ter dado uma cusparada no volante Richard.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade