PUBLICIDADE

Fifa suspende ex-presidente da federação chilena por 7 anos

6 jul 2015 - 13h32
(atualizado às 15h45)
Ver comentários

A Comissão de Ética da Fifa decidiu nesta segunda-feira suspender por sete anos o chileno Harold Mayne-Nicholls, ex-presidente da federação chilena de futebol e ex-integrante do comitê de avaliação das candidaturas para as Copas do Mundo de 2018 e 2022.

Harold Mayne-Nicholls teve envolvimento com as Copas do Mundo de 2018 e 2022
Harold Mayne-Nicholls teve envolvimento com as Copas do Mundo de 2018 e 2022
Foto: Clive Rose / Getty Images

A punição foi dada de acordo com o artigo 36 do Código de Ética da entidade, que diz respeito a obrigação de que seja respeitado segredo sobre qualquer informação que se tenha tido conhecimento durante exercício de funções na entidade máxima do futebol mundial.

Mayne-Nicholls liderou grupo de seis avaliadores que visitaram os países candidatos a sediar os dois próximos Mundiais e chegou a estudar ser candidato de oposição na eleição presidencial da Fifa, que aconteceu no fim de maio.

EFE   
Publicidade
Publicidade