9 eventos ao vivo

Estrutura do Shakhtar surpreendeu Bernard, que minimizou dificuldades do frio da Ucrânia

9 ago 2013
13h52
atualizado às 15h17

Bernard está no Brasil e irá se despedir oficialmente do Atlético-MG na tarde desta sexta-feira. O retorno do craque da Ucrânia (onde esteve nos últimos dias) foi nesta manhã e ele voltou falando das impressões que teve de Donetsk e do Shakhtar, revelando ter se surpreendido com a estrutura do clube e da cidade.

Vendido por 25 milhões de euros pelo Galo, o jovem meia-atacante não queria ir para a Ucrânia, em um primeiro momento, mas foi convencido a assinar por cinco anos.

- Foi tranquilo, sete horas a mais do que do Brasil. Mostraram tudo, casa, carro, estrutura, clube, estádio. Tem o tradutor. Surpreendeu, a estrutura, cidade e estádio. Por tudo que ouvi falar, é diferente. Falaram que a cidade era ruim, mas não é, tem muito restaurante - afirmou o apoiador em entrevista ao programa 98 futebol clube da Rádio 98 FM.

E a visita de Bernard não lhe apresentou um dos principais problemas de um brasileiro para se adaptar na Ucrânia: o inverno rigoroso. No verão do leste europeu, o jogador sentiu calor. Mas, no virada de ano, o atleta já revelou que a temperatura abaixo de zero não é tão presente assim na vida do time profissional do Shakhtar.

- Estava muito calor lá agora. O problema é que verão é muito quente, e quando é inverno... Tem o lado positivo, quando chega o inverno, menos 20, menos 30, não ficamos mais lá. Vamos para Dubai. Não vou pegar frio direito, só nos treinamentos. Surpreendeu, a estrutura, cidade e estádio.

Fonte: Lancepress! Lancepress!
publicidade