PUBLICIDADE

YouTube fecha acordo com a FPF e vai transmitir o Paulistão a partir de 2022

Federação segue negociando com outros plataformas para a transmissão do Estadual na próxima temporada

7 jun 2021 14h50
| atualizado às 14h50
ver comentários
Publicidade

O YouTube fechou contrato com a Federação Paulista de Futebol para transmitir jogos do Paulistão a partir de 2022, tornando-se a única plataforma digital aberta a ter acesso às partidas. O acordo prevê a exibição o vivo e de forma gratuita de 16 partidas do Estadual por temporada: um jogo por rodada da primeira fase, além de um duelo das quartas de final, um da semifinal e as duas finais.

Esse é o primeiro acordo fechado pela FPF para o próximo ciclo de direitos de transmissão da competição, cujo atual campeão é o São Paulo. A rede social que pertence ao Google adquiriu parte do pacote que era da Globoaté a última edição do Campeonato Paulista. A entidade ainda tenta acordo para TV aberta, fechada e plataformas de streaming pagas. A própria Globo ainda pode comprar os direitos.

O acordo inédito com a FPF mostrará novos formatos e vai envolver criadores da plataforma que poderão ter acesso a trechos de imagens e áudios das partidas para usar em suas produções.

O YouTube também possui acordo com outras ligas esportivas, como a Major League Baseball (MLB), nos Estados Unidos, e a Fórmula 1, na Europa. No Brasil, já exibiu jogos da Copa do Nordeste.

"Esta parceria com a Federação Paulista de Futebol reforça nosso compromisso com o Brasil e mostra nosso empenho em ser o melhor parceiro para federações, clubes e ligas e entregar o melhor conteúdo aos fãs de esporte. Esperamos poder trazer jogos emocionantes do campeonato, assim como todo tipo de conteúdo relacionado à transmissão, capaz de agradar ao nosso público global e diversificado", destacou Fábio Coelho, presidente do Google Brasil.

Além do Paulistão, o contrato com o YouTube também envolve outras competições, como o Paulistão Feminino, a Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Paulista Sub-20 e o Paulistão A2, além de outros conteúdos que serão produzidos pela FPF sobre o futebol paulista.

"Ter uma das maiores empresas do mundo investindo nos direitos do futebol paulista ressalta a força do nosso campeonato, além de um posicionamento inovador. Aliamos, agora, as audiências recordes do Paulistão ao YouTube, uma plataforma com inigualável capacidade de gerar engajamento", afirmou Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF.

Para o Paulistão, o contrato inclui, além das 16 transmissões ao vivo, conteúdo de todos os jogos da competição, como melhores momentos, curiosidades, entrevistas, entre outros. A FPF centralizará a produção das transmissões e de todo conteúdo do acordo com o YouTube. Ao lado da entidade, a agência LiveMode será responsável pela condução do processo.

Estadão
Publicidade
Publicidade