3 eventos ao vivo

Pato recebe recado de Andrés e revela bastidores de sua saída do Corinthians

26 abr 2020
00h19
atualizado às 00h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Alexandre Pato é lembrado até hoje no Corinthians pelo pênalti desperdiçado nas quartas de final da Copa do Brasil de 2013, contra o Grêmio, em Porto Alegre. A batida fraca, no meio do gol e que culminou nas mãos de Dida, marcou a eliminação do Timão naquela ocasião e tornou insustentável a permanência do atacante no clube.

Alexandre Pato chegou ao Corinthians como a maior contratação da história do clube, que à época gastou 15 milhões de euros

Desde então, por mais que as pessoas não falem publicamente, diversas histórias de bastidores já vazaram, inclusive com relatos sobre agressões a Alexandre Pato. Mas, o presidente corintiano Andrés Sanchez adotou um tom completamente diferente ao mandar um recado ao jogador, por vídeo.

"É uma pessoa especial, grande amigo e grande jogador. Peço para não ficar com mágoa do Corinthians. Não deu certo, mas é uma pessoa muito bem-vinda".

A declaração do mandatário alvinegro foi dada à Fox Sports e teve resposta imediata de Pato.

"Que figura. Conheci ele no Corinthians. Às vezes, o Andrés fala coisa que não é verdade, por ser esse cara que gosta de ter a atenção nele. Não tive problema com o Corinthians. Foi através dele que tive o prazer de jogar no São Paulo. Foi aí que encontrei meus colegas e um clube muito legal, bacana. Desejo sucesso a ele na caminhada e que eu faça a minha no São Paulo".

O tom descontraído e de cumplicidade de Alexandre Pato mudou um pouco quando o jogador foi questionado sobre algumas polêmicas que envolveram sua saída do Corinthians, como a versão de que ele teria sido acompanhado por seguranças do clube ao entrar no CT Joaquim Grava para buscar seus pertences.

Não. Isso não foi a verdade, mas a única coisa que aconteceu, sendo muito sincero (…) Não tenho mágoa de ninguém. Nunca fui de fazer grupo, sempre quis prezar o melhor para todos e para mim. Quando estava rolando a troca minha com o Jadson, fui lá (no Corinthians) e os jogadores estavam tendo uma reunião antes de jogo. Não me lembro com quem falei, mas eu disse que esperaria os jogadores saírem para dar tchau. Falaram que eu não podia, que eu tinha de ir embora. Eu perguntei: 'por que isso?' Eu só queria dar tchau. Eu fiquei e dei tchau para todo mundo. Isso que aconteceu naquela época.

Pato também garantiu que ninguém tentou agredi-lo no vestiário da Arena do Grêmio, após a fatídica disputa de pênaltis.

"Naquela hora, estava todo mundo triste no vestiário e não vi ninguém. Todo mundo estava triste e bravo, mas ninguém tentou partir para cima. Aproveitam o momento para falar, mas não aconteceu nada. Fiquei muito triste, mas entendi também, depois, tudo o que aconteceu. Mas que alguém partiu para cima é tudo mentira".

Pelo Corinthians, Alexandre Pato fez 62 jogos e sete gols entre 2013 e 2014. Ainda sob contrato com o alvinegro, o atacante jogou emprestado por São Paulo, Chelsea-ING e Villarreal-ESP.

Veja também:

Veja os brasileiros com mais gols na elite europeia nesta temporada
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade