2 eventos ao vivo

Corinthians joga mal e quase perde para o São Bento

2 mar 2019
18h51
atualizado às 19h16
  • separator
  • 0
  • comentários

O Corinthians não manteve a sua boa fase na tarde deste sábado, em ritmo longe da folia do Carnaval. Depois de abrir 1 a 0, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, com Clayson, e parecia caminhar tranquilo para a vitória no intervalo. O problema ocorreu no segundo tempo, quando o time não conseguiu mais jogar, levou o empate de Paulo Henrique e só não saiu perdendo porque Alecsandro perdeu um gol incrível no último lance de perigo do São Bento, último colocado do Campeonato Paulista.

O resultado faz com que o Timão alcance seis jogos de invencibilidade, agora com 14 pontos conquistados no Grupo C do Campeonato Paulista, ainda na liderança da chave, à frente de Ferroviária e Bragantino. Os dois adversários, porém, seguem vivos na disputa.

Foto: Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

Com a primeira semana livre da temporada para trabalhar, o Alvinegro só voltará aos campos no domingo, dia 10 de março, para encarar o Santos, na Arena, pela 10ª rodada da competição. O Bentão, por sua vez, segue na lanterna com apenas quatro pontos conquistados e nenhuma vitória, buscando a recuperação frente à Ponte Preta, mais uma vez dentro de casa, também no dia 10.

Corinthians cria por baixo

O Corinthians chegou a Sorocaba, em termos de resultado, dono de um bom momento na temporada. Classificado nas copas que disputa e líder do Estadual, o Alvinegro, porém, dependeu seguidas vezes da bola parada para criar seus lances de perigo, algo que não se repetiu frente aos sorocabanos. Postado em um 4-4-2, com Júnior Urso e Sornoza à frente da zaga, Richard pela direita e Clayson pela esquerda, o time mostrou boa variação de jogo.

O gol quase saiu no primeiro ataque da equipe, quando Danilo Avelar foi acionado pela esquerda em rápida saída de jogo dos visitantes. O lateral chegou bem ao ataque e cruzou na medida para Boselli finalizar, mas o argentino mandou em cima de Henal. No rebote, Richard chegou para complementar, mas a zaga afastou.

O jogo diminuiu de ritmo depois do começo de pressão na saída de bola de ambos os lados, com o time da casa errando muitos passes e o Alvinegro não ficando muito atrás no quesito. Os lances de perigo só saíam quando Love e Boselli conseguiam pressionar os zagueiros, forçando erros na saída de bola. A melhor oportunidade veio quando Clayson cruzou na medida para Júnior Urso, mas a zaga chegou para afastar. Paulo Henrique, sempre acionado, foi a única válvula de escape dos mandantes.

Quando parecia que o 0 a 0 chegaria para o intervalo, porém, outra jogada trabalhada pelos pés. Avelar acionou Sornoza pelo lado esquerdo da área, o armador conseguiu se livrar da marcação e rolou para Clayson. Já dentro da área, o atacante acertou belo chute, no ângulo oposto de Henal, fazendo 1 a 0 e a festa da galera corintiana presente ao estádio, maioria esmagadora com relação aos sorocabanos.

São Bento domina o segundo tempo

O segundo tempo da partida teve praticamente só um time como dono em Sorocaba. Depois de só correr atrás na etapa inicial, o São Bento viu o Corinthians recuar na etapa final e soube aproveitar o campo dado para si. Abusando das bolas erguidas na área adversárias, cansou de criar lances de perigo e poderia ter igualado antes dos dez minutos, mas Luizão estava impedido quando concluiu para o gol.

Pouco depois, porém, Edson Ratinho recebeu na direita depois de mais um cruzamento, alçou outra bola na área e achou Paulo Henrique livre na segunda trave. O atacante, de peixinho, conseguiu testar no contrapé de Cássio e deixou tudo igual, para festa da torcida presente.

Carille tentou fazer o seu time jogar ao colocar Gustavo Silva e Pedrinho, mas poucas coisas pareciam funcionar para o Alvinegro. Do outro lado, apostando em Cafu, na ponta direita, o São Bento seguiu com seu bom ritmo de jogo e mais uma vez balançou as redes em outra bola aérea. O auxiliar Marcelo Van Gasse hesitou, mas acabou marcando outro impedimento, dessa vez de Alecsandro, explodindo de raiva os mandantes.

Gustagol foi a última cartada alvinegra, mas quem esteve mais perto de balançar a rede foi o São Bento. Ainda que Vagner Love tenha sofrido pênalti em lance com Luizão, o Bentão só não conseguiu seu primeiro triunfo do ano porque Alecsandro, em rebote de linda defesa de Cássio, tropeçou e chutou bisonhamente para o lado. No último lance, Avelar chutou com perigo, mas mandou ao lado do gol de Henal.

FICHA TÉCNICA

SÃO BENTO 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)

Data: 2 de março de 2019, sábado

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos SP)

Cartões amarelos: Luizão (São Bento) Clayson (Corinthians)

Gols:

SÃO BENTO: Paulo Henrique, aos 16 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Clayson, aos 39 minutos do primeiro tempo

SÃO BENTO: Henal; Edson Ratinho, Ewerton Páscoa (Wesley), Luizão e Mansur; Fábio Bahia, Alex Maranhão, Paulo Henrique e Mazola; Éder Luis (Cafu) e Alecsandro

Técnico: Silas

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Marllon, Pedro Henrique e Danilo Avelar; Richard (Pedrinho), Júnior Urso, Sornoza e Clayson (Gustavo Silva); Love e Boselli (Gustagol)

Técnico: Fábio Carille

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade