1 evento ao vivo

Foco na Libertadores: a hora dos times mistos nos Estaduais

Clubes brasileiros vão poupar seus times no final de semana para priorizar a competição continental

7 mar 2019
09h27
atualizado às 09h29
  • separator
  • comentários

Os sete clubes brasileiros na fase de grupos da Libertadores vão ter novos compromissos pela competição na próxima semana. Antes, no sábado (9) e domingo (10), todos eles jogam pelos Estaduais. Ou seja, não tem como ser diferente: vai começar a temporada de times mistos, reservas e alternativos do nosso futebol.

Na verdade, o Athletico já deu o pontapé inicial. Desde o início, vem disputando o Paranaense com seus reservas. Por conta disso, o técnico Thiago Nunes acabou criticado pela estreia ruim do time na Libertadores - perdeu para o Tolima por 1 a 0, na terça-feira, na Colômbia.  Foi a primeira partida da equipe com os titulares em 2019. Claro, sofreu com a falta de ritmo.

Gustavo Scarpa e Ricardo Goulart durante estreia do Palmeiras na Libertadores
Gustavo Scarpa e Ricardo Goulart durante estreia do Palmeiras na Libertadores
Foto: Luisa Gonzalez / Reuters

No domingo, o Athletico enfrenta o Toledo pelo Estadual. Na quinta (14), vai ser a vez de receber o Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela Libertadores.

Grêmio e Internacional estão respectivamente na liderança e em segundo lugar na primeira fase do Gaúcho, que classifica oito clubes para as quartas de final. No sábado, o clube tricolor vai pegar o São José. No dia seguinte, os colorados jogam com o Aimoré.

Os principais jogadores dos dois grandes serão poupados. Isso porque Grêmio e Inter estiveram em campo nessa quarta pela Libertadores, fora de casa. O primeiro empatou com o Rosario Central por 1 a 1 na Argentina e na terça (12) será o anfitrião de confronto com o Libertad, do Paraguai. Já o Inter venceu o Palestino por 1 a 0 no Chile e na quarta (13) abre as portas do Beira-Rio para receber o Alianza, do Peru.

Atlético e Cruzeiro vivem situação parecida com a dos coirmãos do Sul. O Galo lidera o Mineiro e o rival ocupa a terceira posição. Também ali se classificam os oito melhores para a próxima fase. No sábado, o Atlético vai jogar com o Patrocinense; no domingo, o Cruzeiro enfrenta o Tombense. Muito provavelmente, ambos levarão times alternativos para essas partidas. A razão disso é a Libertadores.

O Galo perdeu em casa nessa quarta para o Cerro Porteño por 1 a 0. Precisa se reabilitar na terca (12) contra o Nacional, no Uruguai. Já o Cruzeiro estreia na Libertadores nesta quinta, na Argentina, com um adversário indigesto, o Huracán. Na quarta (13), atuará em casa contra o Deportivo Lara, da Venezuela.

No Rio, o técnico Abel Braga já deixou claro que não levará a força máxima do Flamengo para o clássico de sábado com o Vasco. Apesar de ainda não estar garantido na fase final do Carioca, os rubro-negros têm a sua classificação bem encaminhada.

Depois da estreia vitoriosa na Libertadores - derrotou o San Jose por 1 a 0 na terça, na altitude de 3.750 metros da cidade boliviana de Oruro -, o time vai se preparar para ver o Maracanã lotado na quarta (13), no jogo com a LDU, do Equador.

Por fim, o Palmeiras, líder do Grupo B do Paulista, também buscará poupar seu time titular no jogo de sábado com o Mirassol, fora de casa. A equipe venceu o Junior Barranquilla por 2 a 0, na noite dessa quarta, na Colômbia. Na terca (12), vai em busca de mais três pontos para se aproximar das oitavas de final da Libertadores. Para tanto, espera o apoio maciço de sua torcida na partida contra o Melgar, do Peru, no Allianz Parque, em São Paulo.

Veja também:

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade