Árbitro de vídeo já anulou 10 gols nos Estaduais de 2019

9 abr 2019
14h21
atualizado às 14h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Em ação nos Estaduais mais badalados do País, o árbitro de vídeo (VAR) já anulou dez gols nos últimos dias dos campeonatos do Rio, São Paulo e Minas, alguns com motivos para muita polêmica. A decisão do título nesses três centros vai continuar contando com o VAR, que passará a atuar também nas finais do Gaúcho, do Baiano e do Catarinense.

O árbitro Vinicius Furlan consulta o VAR durante a primeira partida entre São Paulo e Palmeiras, pela semifinal do Campeonato Paulista 2019
O árbitro Vinicius Furlan consulta o VAR durante a primeira partida entre São Paulo e Palmeiras, pela semifinal do Campeonato Paulista 2019
Foto: SERGIO BARZAGHI / Gazeta Press

Numa comparação invertida, a quantidade de gols anulados pelo VAR desde a segunda quinzena de março no futebol brasileiro só não supera o número de gols válidos de Fred, pelo Cruzeiro – observando-se os Estados onde o árbitro de vídeo tem sido utilizado. Ele é o artilheiro do Mineiro, com 11 gols.

Dos dez gols anulados, oito não teriam poder de interferir muita coisa, se fossem confirmados. Mas dois deles representariam potencial para grandes controvérsias – exatamente os gols de Liziero (São Paulo) e Deyverson (Palmeiras), na semifinal do Paulista, no domingo, que levou a decisão da vaga à final para as cobranças de pênaltis.

Claro, que neste caso, tudo poderia mudar se apenas um dos dois gols no clássico paulista (que terminou 0 a 0) tivesse sido validado: o de Deyverson, que classificaria o Palmeiras para a decisão; ou o de Liziero, que evitaria a disputa nos pênaltis.

Confira a lista dos gols anulados pelo VAR nos Estaduais em 2019:

Diego Pituca (Santos), em jogo com o Red Bull Brasil, pelas quartas de final do Paulista;

Anderson Lessa (Bangu), contra o Vasco, pela semifinal da Taça Rio (segundo turno do Carioca);

Léo Santos (Fluminense), contra o Flamengo, na semifinal da Taça Rio;

Maicon Bolt e Luan (Atlético-MG), contra o Boa Esporte, no primeiro jogo entre os dois válido pela semifinal do Mineiro;

Luan (Atlético-MG), contra o Boa Esporte, no segundo jogo da semifinal;

Felipe Azevedo (América-MG), contra o Cruzeiro, na semifinal do Mineiro;

William Arão (Flamengo), em jogo com o Fluminense, pela semifinal do Estadual;

Liziero (São Paulo) e Deyverson (Palmeiras), no clássico que apontou o Tricolor para a decisão do título.

Veja também:

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade