0

Encarar rival de seu 1º gol pelo Santos inspira Sánchez: 'Se marcar, será lindo'

Volante uruguaio já soma 16 gols em sua passagem pelo time alvinegro

5 set 2019
12h34
atualizado às 12h37
  • separator
  • 0
  • comentários

Embora já acumule 16 gols com a camisa do Santos, Carlos Sánchez destacou que balançar as redes no jogo deste domingo, contra o Athletico-PR, na Vila Belmiro, pela penúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, terá um sabor especial para ele. Isso pelo fato de que foi justamente contra a equipe paranaense, no dia 30 de setembro do ano passado, que o meia uruguaio marcou pela primeira vez com a camisa santista, então também atuando no estádio alvinegro.

Na época, o time vivia uma situação bem diferente da atual e a vitória por 1 a 0 sobre o adversário, garantida apenas aos 51 minutos do segundo tempo, serviu para afastar o clube um pouco mais da zona de rebaixamento do Brasileirão, depois de a equipe ter chegado a temer a possibilidade de queda à Série B em 2018. Agora, neste reencontro com o rival de Curitiba, o Santos ocupa a vice-liderança da competição nacional, com 36 pontos, mesma pontuação do líder Flamengo.

Ao projetar esta partida com o Athletico-PR, Sánchez disse que espera que a equipe dirigida pelo técnico Jorge Sampaoli desta vez ganhe de maneira menos sofrida. "Poder marcar antes seria melhor, né? Para termos mais tranquilidade dentro da partida. Mas sabemos que o Athletico tem um grande time, que já vem trabalhando junto há muito tempo. Temos consciência da nossa responsabilidade e vamos sempre buscar fazer o melhor dentro de campo para seguir lutando pela liderança", afirmou o jogador, em declarações reproduzidas pelo site oficial do clube.

"Se eu marcar de novo contra eles será lindo, mas se um outro companheiro fizer e sairmos com os três pontos, o sentimento de alegria será o mesmo", reforçou.

Já ao relembrar como foi a emoção que sentiu ao assegurar o triunfo sobre o Athletico-PR no ano passado, Sánchez comentou com saudade daquela vitória, que fez o Santos chegar aos 36 pontos, mesma pontuação que possui hoje, mas atingida apenas na 27ª rodada do Brasileirão na ocasião.

"Me lembro muito bem. É uma boa recordação que guardo, pois é lindo relembrar meu primeiro gol com essa camisa. Foi muito emocionante pelo momento do jogo e também pela maneira como estávamos na tabela, pois vínhamos brigando para deixar a parte de baixo e aquela vitória foi importante para sair de perto da zona de rebaixamento", disse o camisa 7 santista.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade