0

Emocionada, atacante lembra morte de pai e exalta força da Seleção

26 out 2011
07h08
atualizado às 07h09
Emily Canto Nunes
Direto de Guadalajara

Com a notícia da morte do pai de Maurine, no último domingo, criou-se a expectativa de como o grupo da Seleção Brasileira de futebol feminino reagiria na reta final do Pan-Americano de Guadalajara. Mas as jogadoras transformaram o luto em motivação e o Brasil bateu o México, por 1 a 0, nesta terça, avançando à final do torneio. A atacante Thaís falou com os olhos cheios de lágrimas sobre o momento delicado que a colega de time atravessa e relembrou a perda de seu pai quando tinha apenas dez anos.

Veja todos os resultados do Pan
Confira o quadro de medalhas
Assista aos vídeos do Pan de Guadalajara
Veja todos os ouros conquistados pelo Brasil

"Eu tinha dez anos e já jogava bola. Fiquei três meses querendo me afastar do futebol, muito depressiva. Meu pai era a base de tudo, ele que me levava aos jogos. Eu dançava balé e foi ele quem me incentivou a trocar as sapatilhas pelas chuteiras. Depois, foi minha mãe que me levou nessa caminhada quando ele se foi", falou Thaís, bastante emocionada.

A Seleção teve dificuldades para bater as anfitriãs. O gol salvador saiu apenas aos 33min do segundo tempo, quando Maurine recebeu livre na área e tocou na saída da goleira mexicana Santiago. Emocionada, a brasileira comemorou de maneira efusiva, chorando e apontando para o céu. As companheiras de equipe correram para festejar muito com a jogadora.

Já no vestiário, Thaís disse que a equipe brincou com a lateral, que chorou um pouco de emoção. A atacante brasileira afirmou que quando o time tomou conhecimento da morte de Brasil Gonçalves, pai de Maurine, as jogadoras se uniram e aprenderam com a dor da jogadora.

"A maior dor que existe é a da perda. Sabemos o que é isso, muitas meninas ali perderam o pai, perderam o irmão, sabem o que é isso", disse a atacante, que ressaltou a força da equipe brasileira na partida semifinal, apesar dos obstáculos.

"Hoje (terça-feira) foi um jogo que mostrou a força do futebol feminino, mostramos a nossa superação. Graças a Deus deu tudo certo e a Maurine pôde fazer um golzinho para o pai dela, como ela tanto quis", disse Thaís, que antes da partida havia previsto que Maurine marcaria um gol para homenagear seu pai.

Pan 2011 no Terra

O Terra transmite simultaneamente até 13 eventos, ao vivo e em HD, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara via web, tablets e celular.Com uma equipe com mais de 220 profissionais, a maior empresa de Internet da América Latina realiza a mais completa cobertura da competição que acontece de 14 a 30 de outubro, trazendo, direto do México, a reação dos atletas, detalhes da organização e toda a competição, com conteúdo em texto, fotos, vídeos, infográficos e muita interatividade. Nas redes sociais, você acompanha a cobertura dos Jogos na fanpage do Terra, e confere os bastidores em tempo real no Facebook e no Twitter.

Acesse também a cobertura em:

http://m.terra.com.br/guadalajara2011
http://tablet.terra.com.br/guadalajara2011
http://wap.terra.com.br/pan2011/
http://www.facebook.com/TerraBrasil

Fonte: Terra
publicidade