1 evento ao vivo

Em jogo-treino, São Paulo enfrenta rival que marcou sua ascensão no Paulistão

Reforços como Alexandre Pato e Tchê Tchê participaram de atividade contra o São Caetano

16 abr 2019
11h26
atualizado às 11h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O jogo-treino que o São Paulo realizará na tarde desta terça-feira no CT da Barra Funda, na capital, para dar ritmo de jogo aos reservas e novos contratados, especialmente o atacante Alexandre Pato e o meia Tchê Tchê, marca o reencontro contra o São Caetano, adversário da última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista. Foi exatamente diante do rival que o time tricolor começou sua arrancada no torneio.

O São Paulo chegava pressionado à 12.ª e última rodada. Depois de altos e baixos, o time era o único grande que corria riscos de ficar fora da fase decisiva e disputava uma vaga com o Oeste. O time podia ser classificar até com um empate, mas havia clima de desconfiança em função das rodadas anteriores.

Foi a primeira vez que o técnico interino Vagner Mancini apostou em um meio de campo formado por garotos. Foi a estreia de Igor Gomes, por exemplo. Ao seu lado estavam Luan e Antony. Após um primeiro tempo com poucas jogadas de criação, a equipe abriu o placar com um golaço do atacante que havia sido destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior. No final do jogo, o São Caetano conseguiu o empate, pressionou e quase conseguiu a virada.

Apesar da atuação oscilante, a classificação às quartas de final deu força à escalação mais dinâmica e veloz, que buscava mais objetividade no ataque. Nas partidas diante do Ituano, a ascensão se confirmou com duas vitórias. Mancini havia encontrado a formação ideal até a chegada de Cuca, que assumiu a equipe no início de abril.

A escalação foi mantida nas semifinais diante do Palmeiras (dois empates por 0 a 0 e vitória nos pênaltis) e na primeira partida da decisão diante do Corinthians. Após o empate por 0 a 0 no estádio do Morumbi, nova igualdade, por qualquer placar, leva a decisão do título para os pênaltis. Se o São Paulo vencer, conquista um título que não vem desde 2005. Em caso de vitória, o rival alvinegro levanta o tricampeonato paulista.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade