PUBLICIDADE

Em crise e ainda sem Felipão, Athletico-PR recebe o Ceará na Arena da Baixada

Time de Curitiba recebe equipe cearense para se reabilitar no Brasileirão e buscar retomada na temporada de 2022

7 mai 2022 10h54
| atualizado às 10h56
ver comentários
Publicidade

O Athletico vive um momento turbulento nesta temporada. O time paranaense vem de três derrotas seguidas - duas pela Libertadores para Libertad por 1 a 0 e The Strongest-BOL por 5 a 0, além de uma por 1 a 0 para o América, no último final de semana, pelo Brasileirão. A goleada sofrida na última terça-feira diante do The Strongest resultou na demissão do técnico Fábio Carille, que ficou apenas 21 dias no cargo. Para sua vaga foi contratado Luiz Felipe Scolari, o Felipão, que assumirá também o cargo de diretor técnico.

O técnico pentacampeão mundial com a seleção brasileira, porém, não estreia neste sábado, às 20h30, na Arena da Baixada, contra o Ceará, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O Athletico tem três pontos e está uma posição acima da zona de rebaixamento, em 16.º lugar. Por isso, uma vitória é primordial para afastar a crise do clube e também se distanciar da zona de rebaixamento.

Jogando em casa, time de Curitiba busca a reabilitação na temporada 2022 neste sábado 
Jogando em casa, time de Curitiba busca a reabilitação na temporada 2022 neste sábado
Foto: Divulgação Athletico Paranaense / Estadão

Para buscar a reação na temporada e na competição, o Athletico terá um adversário que na terça-feira venceu o La Guaira, da Venezuela, por 3 a 0, pela Copa Sul-Americana. No Brasileiro, porém, o time cearense vem de duas derrotas seguidas. Depois de ter vencido o Palmeiras na estreia por 3 a 2, o Vovô perdeu para Botafogo por 3 a 1 e Red Bull Bragantino por 1 a 0, ambas em casa. Com três pontos, é o 15.º colocado, mas tem uma partida a menos.

O Athletico será comandado de forma interina por Wesley Carvalho, que dirige a equipe Sub-20. Com a chegada de Felipão, a diretoria demitiu também os auxiliares fixos Maurício Souza e Bruno Lazaroni. Diante da indecisão, o clima é de mistério no clube.

O Ceará não terá o zagueiro Messias. O defensor sentiu a coxa na vitória alvinegra contra o Deportivo La Guaira e teve que deixar a partida. Para seu lugar, o técnico Dorival Junior vai escalar Lucas Ribeiro.

O meia Lima acredita que o time tem que entrar ligado em Curitiba. "A gente tem que ter uma atuação semelhante àquela do Palmeiras, algo fundamental para aquele resultado e retomar a pontuar no Brasileirão. Precisamos ir para cima, sabemos do momento que o time deles vive, mas precisamos focar na gente para buscarmos essa vitória no Brasileirão", acredita.

Estadão
Publicidade
Publicidade