0

Dos 20 clubes da elite, oito já demitiram técnicos em 2018

22 abr 2019
10h04
  • separator
  • 0
  • comentários

A rodada derradeira de vários Estaduais provocou a queda de mais três técnicos dos clubes que vão disputar a Série A do Brasileiro de 2019. Caíram como que num efeito dominó Alberto Valentim (Vasco), Lisca (Ceará) e Maurício Barbieri (Goiás). Os três ficaram com o vice do Estadual e sem emprego no fim de semana.

Já tinha sido assim dias atrás com Levir Culpi (Atlético-MG) e Zé Ricardo (Botafogo). Pouco antes, André Jardine (São Paulo), Claudinei Oliveira (Chapecoense) e Enderson Moreira (Bahia) também haviam sido dispensados.

Alberto Valentim não é mais técnico do Vasco
Alberto Valentim não é mais técnico do Vasco
Foto: MARCO GALVãO/FOTOARENA / Estadão Conteúdo

O trio demitido nesse domingo (21) teve contra si o desempenho nas finas dos Estaduais. Nos três casos, seus times perderam os dois jogos que decidiram o título. 

O Vasco levou duas sapecadas de 2 a 0 do Flamengo. O Goiás foi surpreendido no primeiro confronto com o Atlético-GO e perdeu por 3 a 0. Na partida seguinte, nova derrota: 1 a 0. No Ceará não foi diferente. Lisca viu seu trabalho ruir com dois fracassos seguidos diante do Fortaleza (2 a 0 e 1 a 0).

Como é de praxe, o início do Brasileiro deve fazer novas vítimas. Basta que algum clube chegue à terceira rodada sem nenhuma vitória e a pressão, dependendo do caso, pode ser insustentável para a manutenção do treinador.

Veja também

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade