0

Dorival volta a pedir paciência e promete ano diferente ao São Paulo

1 fev 2018
01h03
atualizado às 07h48
  • separator
  • comentários

O técnico Dorival Júnior voltou a pedir paciência à torcida do São Paulo, que vaiou a equipe após a vitória por 1 a 0 sobre o Madureira, na noite desta quarta-feira, no Estádio do Café, em Londrina. O treinador culpou o aspecto físico pelo placar magro no duelo válido pela primeira fase da Copa do Brasil.

"Quinta partida em sequência e é natural para times que não tiveram a preparação adequada. Hoje foi o jogo em que mais sentimos. Tivemos problemas ao longo da partida. Tivemos bons momentos e criamos, mas a tendência é de uma melhora, um crescimento. É natural ter paciência com alguns jogadores, aguardando o melhor momento deles", avaliou o comandante.

Após o gol de Brenner, marcado aos 17 minutos do primeiro tempo, o Tricolor diminuiu de ritmo e ainda correu o risco de sofrer o empate do lanterna do Campeonato Carioca. Além do treinador, o lateral esquerdo Edimar foi bastante criticado pela torcida, que pediu a entrada de Reinaldo no decorrer do duelo - o que acabou não acontecendo.

"Iniciamos muito bem a partida. Decididos, trabalhando a bola, mas de repente, com o gol, demos campo ao adversário, erramos passes, entrando na ansiedade do próprio torcedor, que naturalmente espera resultados com uma produção melhor. Isso foi minando o que poderia ser um jogo melhor e mais seguro", reconheceu.

Após o apito final e a classificação assegurada, a torcida vaiou a equipe. Dorival admitiu que as atuações vêm sendo abaixo do esperado, mas fez ponderações em relação à curte pré-temporada e prometeu um 2018 melhor do que o ano passado.

"O torcedor não sabe o que se passa no dia a dia. Ele quer ver o time jogando. Tivemos dez dias de preparação, o que é um absurdo. O resultado disso se reflete nesses quatro, cinco jogos em sequência. Vi os resultados do meio da semana: a maioria passou com empate", ressaltou.

"Não fez um jogo sustentável? Entendo. Mas passou de fase criando, fez algumas boas jogadas, teve uma caída brusca no segundo tempo e reconheço. Mas houve coisas boas. O Brenner está aparecendo, mostrando qualidade. Outros garotos estão evoluindo. Há coisas positivas. É questão de paciência. Tudo vai acontecendo por etapas. Esse será um ano completamente do ano anterior", ponderou.

Na segunda fase da Copa do Brasil, o São Paulo enfrentará o vencedor do duelo entre Manaus-AM e CSA-AL, que duelam no dia 7 de fevereiro na Arena da Amazônia. Pelo Campeonato Paulista, o time voltará a campo neste sábado, às 17 horas (de Brasília), diante do Botafogo-SP, no Morumbi.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade