0

Diego Souza cobra São Paulo: 'Tem que fazer a nossa parte. Não adianta secar'

Atacante lamenta sequência de tropeços do time no Campeonato Brasileiro, como o empate com o América-MG

24 set 2018
11h11
atualizado às 11h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Tropeço em campo, torcida fora dele para os adversários vacilarem. O São Paulo passou por esse roteiro nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, algo que o atacante Diego Souza criticou. O jogador afirmou no último sábado que a equipe precisa reagir para continuar a depender só de si para se manter na liderança, em vez de aguardar para os concorrentes diretos perderem pontos.

O São Paulo começou a atual rodada na liderança depois de assumir o primeiro lugar graças ao Inter. A equipe gaúcha perdeu para a Chapecoense por 2 a 1 na segunda-feira, na Arena Condá, e deixou o time do Morumbi retomar a ponta depois de no domingo ter empatado com o Santos sem gols na Vila Belmiro. No domingo, tudo se repetir. O time colorado empatou com o Corinthians e perdeu a oportunidade de retomar a dianteira.

"A gente tem que fazer a nossa parte, não adianta deixar a desejar dentro de campo e depois secar os adversários. Temos jogos decisivos pela frente, muito campeonato ainda, temos que trabalhar para aumentar o nosso nível, porque temos condições de jogar de igual para igual com qualquer um", disse o atacante no sábado, depois de marcar o gol do São Paulo no empate em 1 a 1 com o América-MG.

O tropeço no Morumbi colocou o São Paulo na mesma situação da semana anterior. Foi preciso passar o domingo de olho nos jogos dos concorrentes diretos. Pelo menos nas próximas rodadas a equipe terá a oportunidade de enfrentar esses adversários. No dia 6 tem clássico com o Palmeiras, no Morumbi, e no fim de semana seguinte, será a vez de enfrentar o Inter, no Beira-Rio.

Diego Souza explicou que a situação de depender de outros adversários obriga o São Paulo a evoluir. "A gente sabe que precisa melhorar, sabe que todo mundo está trabalhando em busca das vitórias. Hoje era um dia em que não dava para deixar esse empate aqui, está todo o mundo chateado, mas temos que ter a cabeça erguida", afirmou o jogador.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade