0

Daniel diz que grupo do Flu 'entende' pagamento de salários atrasados de Pedro

Meia concorda que manter o atacante é importante para o restante do time

2 jul 2019
18h14
atualizado às 18h14
  • separator
  • 0
  • comentários

O fato de a diretoria do Fluminense quitar os salários do atacante Pedro, por causado assédio do Flamengo sobre o jogador, não repercutiu mal entre os jogadores do elenco da equipe das Laranjeiras, segundo o meia Daniel.

"Não foi passado para nós pela diretoria. Saiu na imprensa. Se for verdade, o grupo entende. Temos que seguir com cabeça boa, se preocupar em treinar e ganhar jogos. Essa parte quem tem que resolver é diretoria", disse o jogador, que desconhece a proposta do rival da Gávea pelo principal atacante do Fluminense.

"Não conversei com o Pedro sobre isso. Não me diz respeito. Isso é Pedro com a diretoria do Fluminense e os empresários dele. O que posso dizer é que ele está tranquilo, treinando muito bem, se dedicando como sempre. Tudo normal", afirmou o meia.

O jogador considerou muito bom o trabalho feito pela comissão técnica e pelos jogadores no período de recesso da Copa América. "Está sendo muito bom. Recuperamos muitos jogadores, elenco está mais cheio. Cria essa dúvida para o Diniz (Fernando, técnico). Pode treinar mais alternativas. Time está entrosando, muito bem. Quando voltarem os jogos, torcedor poderá ver isso", disse Daniel, que destacou a participação ao lado de Allan e Ganso no meio de campo.

"Muito importante nosso entrosamento. As coisas estão fluindo entre nós. Se o meio não estiver entrosado, as coisas não fluem muito bem. Espero que continuemos com esse entrosamento e que as vitórias possam vir mais", declarou.

O Fluminense disputará um jogo-treino, nesta quarta-feira, contra o Osasco, às 10 horas, no CT do clube. A imprensa não vai ter acesso ao jogo. No sábado, o time venceu a Portuguesa-RJ por 2 a 1.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade