0

Cuca diz que Santos negocia com atacantes do San Lorenzo e do Atlético-GO

Nicolás Blandi e Junior Brandão podem reforçar o elenco da equipe de Vila Belmiro

10 ago 2018
20h16
atualizado às 20h16
  • separator
  • comentários

O técnico Cuca falou abertamente nesta sexta-feira que o Santos está em negociação com dois centroavantes: Nicolás Blandi, do San Lorenzo, e Junior Brandão, do Atlético-GO. Ao mesmo tempo, também disse que trabalha com a possibilidade de não chegar ninguém e ter que resolver o problema da falta de um camisa 9 com o atual elenco.

"Pessoal fala o Cuca vetou, o Cuca não gosta... Só falei outro dia que, se trouxer um jogador que conheça o nosso campeonato, é um tempo a menos que se perde. Porque com jogo duas vezes na semana fica mais corrido para se adaptar", afirmou.

Cuca informou que os dois jogadores que estão na mira do clube também são procurados de olho em um eventual lucro com a venda mais adiante. "Sei da nossa realidade e gosto de trabalhar com jogadores que possam dar retorno para o clube. Sempre busco jogador que vive grande momento e mais tarde o clube possa recuperar com vantagens o que se investiu. Estamos buscando o jogador do Atlético de Goiás. Tem também o Nicolas Blandi", disse.

Na coletiva de apresentação, antes de pedir reforços, Cuca avisou que faria uma análise do atual elenco. Depois de dois empates (0 a 0 contra o Botafogo e 1 a 1 contra o Ceará), ele confirmou que precisa de um centroavante para o Santos.

GABRIEL PEDE PARA FICAR

No entanto, caso o clube não consiga acertar com esse camisa 9, ele disse que não será o fim do mundo. A expectativa fica por conta da adaptação de Gabriel, que sabe fazer a função. Cuca revelou nesta sexta-feira que o atual camisa 10 teve propostas de clubes do exterior, mas optou por seguir no Santos.

"Vocês tem que perguntar para o Gabriel qual a posição que ele gosta de jogar. Ele é um jogador polivalente. Sabe jogar de centroavante, mas não de costas. Sabe jogar bem pelos lados do campo. Ele teve proposta do Valencia, do mundo árabe e não quis ir. O apoio para ele tem que ser grande também", finalizou o treinador.

O Santos volta a campo no domingo, às 11h, para enfrentar o Atlético-MG, no estádio Independência, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time alvinegro ocupa a 15ª colocação na tabela, com 18 pontos e corre o risco de entrar para a zona de rebaixamento em caso de tropeço.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade