0

Criciúma marca no fim e arranca empate com a Ponte Preta na Série B

Após marcar contra no primeiro tempo, Léo Santos garante o empate para time catarinense aos 48 minutos da etapa final

2 mai 2019
23h26
atualizado às 23h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Léo Santos foi do inferno ao céu no empate por 1 a 1 entre Ponte Preta e Criciúma, nesta quinta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O zagueiro fez gol contra na etapa inicial, mas também o de empate do time catarinense, aos 48 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, ambos os times seguem sem vencer no torneio. A Ponte estreou com derrota para o Coritiba, por 2 a 0, enquanto o Criciúma perdeu por 1 a 0 para o Cuiabá. O time campineiro, no entanto, segue sem perder para o rival na Série B. Em nove confrontos, foram sete vitórias e dois empates.

O Criciúma entrou em campo com a clara intenção de dar um fim no incômodo tabu de nunca ter vencido o rival na Série B. O time, comandado por Gilson Kleina, técnico identificado com a Ponte Preta, começou em cima e não demorou a desperdiçar grande oportunidade de gol. Vinícius aproveitou uma saída errada da equipe campineira e deixou a bola com Daniel Costa. O meia arriscou para grande defesa de Ivan, com as pernas.

Sem conseguir a infiltração, o Criciúma continuou arriscando de fora da área. Em tentativa de Lúcio Flávio, a bola passou rente à trave. Apesar de jogar em casa, a Ponte Preta só foi acordar nos minutos finais. Aos 31, Júlio César tabelou com Arnaldo e chutou. Paulo defendeu, mas a bola acabou batendo em Léo Santos e parando no fundo das redes: gol contra.

Após o gol, a Ponte Preta recuou e chamou o Criciúma para o seu campo defensivo. Daniel Costa jogou a bola para dentro da área, Sandro apareceu como elemento surpresa e cabeceou pela linha de fundo, não impedindo que o clube campineiro fosse para o intervalo com vantagem.

O panorama não mudou do segundo tempo. O Criciúma continuou pressionando, mas demonstrando tremenda dificuldade em furar o bloqueio. Em cobrança de escanteio de Daniel Costa, Vinícius desviou de cabeça para nova defesa de Ivan.

O jogo acabou caindo de produção. O Criciúma ficou praticamente todo o tempo na defesa da Ponte Preta e conseguiu buscar o empate aos 48 minutos. Após cobrança de falta de Marlon, Léo Santos subiu de cabeça e decretou números finais ao duelo: 1 a 1.

Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrentará o Vila Nova em 10 de março, às 21h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. No dia seguinte, o Criciúma receberá o América Mineiro, às 11h, no Heriberto Hülse.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 1 CRICIÚMA

PONTE PRETA - Ivan; Arnaldo, Reginaldo, Airton e Abner; André Castro (Nathan), Gerson Magrão, Matheus Vargas e Renato Kayzer (Giovanni); Thalles (Facundo Batista) e Júlio César. Técnico: Jorginho.

CRICIÚMA - Paulo Gianezini; Maicon, Léo Santos, Sandro e Caíque (Marlon); Wesley, Asildon Goiano (Liel), Eduardo e Daniel Costa (Reinaldo); Lúcio Flávio e Vinícius. Técnico: Gilson Kleina.

GOLS - Léo Santos (contra), aos 31 minutos do primeiro tempo. Léo Santos, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA)

CARTÕES AMARELOS - Arnaldo (Ponte Preta); Adilson Goiano e Lúcio Flávio (Criciúma).

RENDA - R$ 39.465,00.

PÚBLICO - 2.086 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade