1 evento ao vivo

Corpo de Eurico Miranda será sepultado às 16h desta quarta-feira

Velório acontece na Capela Nossa Senhora das Vitórias e é aberto ao público

12 mar 2019
19h58
atualizado às 19h58
  • separator
  • 0
  • comentários

O Vasco anunciou nesta terça-feira que o corpo do ex-presidente Eurico Miranda será sepultado na quarta, às 16 horas. A cerimônia acontecerá no Cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo, no Rio.

O velório de Eurico Miranda começou às 18 horas desta terça-feira, aberto ao público, e se prolongará por toda a madrugada na Capela Nossa Senhora das Vitórias. Às 9 horas de quarta, no mesmo local, acontecerá a missa de corpo presente, seguida do velório no Cemitério São João Batista e do enterro.

Eurico Miranda faleceu nesta terça-feira no Rio, vítima de complicações secundárias ao câncer, conforme explicou o Hospital Vitória, na Barra da Tijuca. Ele vinha sofrendo com problemas de saúde nos últimos anos, o que incluía um tumor na cabeça. Mais cedo, o ex-presidente passou mal e deu entrada no hospital, mas não conseguiu sobreviver.

Embora estivesse debilitado, Eurico nunca se afastou da política do Vasco, tanto que exercia o cargo de presidente do Conselho de Beneméritos do clube. Mas não vinha mais participando de eventos públicos, deixando de acompanhar os jogos do time em São Januário, algo que sempre foi recorrente e marcou a sua passagem pela equipe.

"Os presidentes de poderes do Club de Regatas Vasco da Gama lamentam profundamente o falecimento do presidente do Conselho de Beneméritos e ex-presidente da diretoria administrativa do clube, Doutor Eurico Miranda. O presidente Eurico Miranda escreveu seu nome na história do Vasco de forma indelével. Sua biografia se confunde com a história do clube, ao qual dedicou boa parte de sua vida", divulgou o clube.

Polêmico e alvo de diversas denúncias, Eurico é um dos mais conhecidos dirigentes da história do futebol brasileiro e do Vasco, tendo presidido o clube de 2003 a 2008 e de 2015 a 2017. Mas sua participação na gestão do time carioca foi muito além desse período, tendo cargos como presidente do Conselho Deliberativo e de vice-presidente de futebol.

Eurico se tornou figura central do futebol nacional e participou de diversas conquistas do Vasco nos anos 1990, como a edição de 1998 da Copa Libertadores, o Campeonato Brasileiro de 1997 e de 2000, então denominado Copa João Havelange, e a Copa Mercosul de 2000.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade