PUBLICIDADE

Corinthians reencontra Carille, que quer enterrar risco de Santos ser rebaixado

Na Neo Química Arena, treinador enfrenta pela primeira vez o time pelo qual foi campeão brasileiro

21 nov 2021 05h10
| atualizado às 05h10
ver comentários
Publicidade

O técnico Fábio Carille é a atração do clássico entre Corinthians e Santos neste domingo, às 16 horas, na Neo Química Arena. O treinador enfrenta pela primeira vez o time do Parque São Jorge, pelo qual foi campeão brasileiro em 2017. Sua missão é enterrar de vez qualquer risco de queda de sua equipe à Série B, enquanto Sylvinho quer reduzir a pressão e fazer seu time voltar a vencer. O jogo é válido pela 34ª rodada do Brasileirão.

O Corinthians soma 50 pontos e joga para, enfim, entrar no G-4 do Brasileirão após tentativas falhas. Um triunfo no clássico reabilita a equipe do revés para o Flamengo na quarta passada e é o suficiente para ultrapassar o Red Bull Bragantino, que tem 52 e já jogou na rodada.

Com 42 pontos, o Santos está muito perto de assegurar sua permanência na elite e até vislumbra uma vaga na fase prévia da Libertadores 2022. Isso graças aos bons resultados recentes. Após a derrota para o Palmeiras, a equipe da Vila Belmiro venceu Red Bull Bragantino e Chapecoense e empatou com o Atlético-GO. Foram 13 pontos somados dos últimos 18 disponíveis e a meta é seguir essa evolução.

"Clássico é sempre empolgante, gostoso de jogar. Claro que vamos em uma situação um pouco mais tranquila, mas ainda precisamos de alguns pontos. A sequência dá confiança, fica mais fácil melhorar", afirmou Carille.

Ele revê o seu primeiro clube como técnico e que o fez ganhar projeção. Foram quatro títulos, um do Brasileirão e três do Paulista, até deixar o Corinthians em 2019 para se aventurar no futebol árabe. Carille é grato pela década que passou na equipe de Parque São Jorge, entre as funções de auxiliar e treinador, mas agora quer ser feliz no Santos.

"Eu sou muito grato e sei que a história no Corinthians em 10 anos foi bonita, com oito títulos como auxiliar e quatro como técnico. Saí pela porta da frente e sou grato. Agora busco a minha felicidade no Santos, trabalhando muito para ser feliz e conquistar aqui".

Sua principal dúvida quanto à escalação é a presença ou não de Marinho. Com dores na coxa, mas sem lesão, o atacante é dúvida. Lucas Braga retorna após se recuperar de um incômodo na coxa e será titular.

Do outro lado, Sylvinho está pressionado. Isso não é novidade, já que foram poucos os dias de paz desde que ele assumiu o comando do Corinthians. Ocorreu que após o revés para o Flamengo, torcedores decidiram atacar até os familiares do treinador para fazê-lo abandonar o cargo. Taty Mendes, filha do ex-lateral, e Tiago Mendes, seu irmão, foram ofendidos nas redes sociais. A agressividade foi tamanha que ela implorou para a deixarem em paz.

Para que sua equipe reaja, Sylvinho terá a volta de Willian, fora do time há mais de um mês. O meia está recuperado de lesão muscular e pode ao menos ser opção no banco de reservas. Por outro lado, Giuliano sofreu lesão muscular na coxa direita, como o tempo de recuperação é de três semanas, só volta a jogar em 2022. Cantillo sentiu um incômodo muscular no músculo posterior da coxa direita e é dúvida. Jô será titular e entende que o trabalho está sendo bem feito apesar dos contratempos.

"Temos nossas qualidades e virtudes, temos que fazer ajustes, mas é parte de um processo de equipe. Temos que melhorar sempre, mas temos também chance clara de brigar pelo G-4 e vamos seguir focados", avaliou o atacante. "Uma série de coisas aconteceram no campeonato, com a chegada de jogadores, lesões, cartões, não é fácil ter uma sequência boa", justificou.

Desde que retornou a torcida retornou à Neo Química Arena, o Corinthians está invicto em sua casa. O time fará o sexto jogo no estádio depois de ganhar os outros cinco que fez sob a presença da Fiel contra Bahia, Fluminense, Chapecoense Fortaleza e Cuiabá. A promessa é de casa cheia mais uma vez.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS X SANTOS

CORINTHIANS - Cássio, Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel (Cantillo), Du Queiroz e Renato Augusto; Gabriel Pereira (Gustavo Mosquito), Róger Guedes e Jô. Técnico: Sylvinho.

SANTOS - João Paulo, Kaiky, Luiz Felipe e Danilo Boza; Madson, Camacho (Marinho), Vinicius Zanocelo, Felipe Jonatan e Marcos Guilherme; Lucas Braga e Diego Tardelli. Técnico: Fábio Carille.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS)

HORÁRIO - 16h

LOCAL - Neo Química Arena

TV - Globo e Premiere

Estadão
Publicidade
Publicidade