2 eventos ao vivo

Corinthians quer mais reforços; Cicinho acerta salários

18 mai 2017
18h22
atualizado às 18h33
  • separator
  • comentários

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

O jogador Cicinho, quando atuava pelo Santos
O jogador Cicinho, quando atuava pelo Santos
Foto: Gazeta Press

"Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores", disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. "Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil", continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

"O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia", concluiu Adauto.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade