PUBLICIDADE

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo somam 31 casos de covid-19 após volta das férias

Clubes estão atentos ao avanço da Ômicron e seguem protocolos sanitários para conter o número de atletas infectados

11 jan 2022 12h10
| atualizado às 13h14
ver comentários
Publicidade

Os elencos de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo se reapresentaram nos últimos dias após o período de férias e, neste começo de temporada, o maior problema tem sido o número de casos de covid-19. Ao todo, 31 jogadores já testaram positivo. Os clubes estão atentos ao avanço da Ômicron e seguem protocolos para conter o número de casos.

O Corinthians voltou aos trabalhos nesta segunda-feira e não conseguiu passar ileso do surto de covid-19 que assola o País. Na reapresentação do elenco, todos os atletas foram submetidos a exames PCR, e o meia Willian e o centroavante testaram positivo. Eles se juntam ao meia Renato Augusto, diagnosticado com o vírus na semana passada.

"Os atletas estão bem, assintomáticos e com o sistema vacinal completo. Eles serão testados diariamente até o resultado negativo e sendo monitorados pelo departamento médico", disse Ana Caroline Côrte e Ramos, médica do clube.

No Palmeiras, foram dez registrados na reapresentação do elenco para a temporada: Weverton, Patrick de Paula, Matheus Fernandes, Gabriel Menino, Gustavo Scarpa, Deyverson, Breno Lopes e Rafael Navarro, Rony e Jorge. Todos estão em quarentena, fazendo trabalhos físicos leves.

A reapresentação do São Paulo em 2022 começou com quatro testes positivos para covid-19 no elenco, mas outros sete foram confirmados nesta terça-feira. Thiago Couto, Reinaldo, Nestor, Rafael Silva, Patrick, Danilo Gomes e Calleria se juntam a Tiago Volpi, Miranda, Gabriel e Pablo na lista de atletas. Assistidos pelo departamento médico, os atletas seguirão o protocolo de saúde definido pelo clube.

No Santos, o zagueiro Luiz Felipe, o volante Sandry e o atacante Ângelo testaram positivo e foram isolados dos demais atletas. Os três se juntam ao meia Carlos Sánchez, e aos atacantes Marinho e Léo Baptistão. Vinicius Zanocelo também contraiu o coronavírus, mas já cumpriu isolamento e se reapresentou normalmente neste domingo. Para evitar um surto maior no elenco, o Santos testou jogadores e membros da comissão técnica em seus respectivos carros.

"O mundo inteiro está passando por uma nova explosão de casos de covid. Por isso, a nossa ideia é criar um ambiente de segurança máxima e risco mínimo. No período da manhã, os membros da comissão técnica fizeram os testes de antígeno no drive-thru. Já durante a tarde foram os atletas. E apenas quem testou negativo foi liberado para entrar no CT", explicou o infectologista Evaldo Stanislau. Os jogadores infectados estão sendo monitorados pelo clube e se apresentam assintomáticos ou com sintomas leves.

Estadão
Publicidade
Publicidade