PUBLICIDADE

Corinthians não toma conhecimento do Santos e encaminha classificação na Copa do Brasil

Com dois gols de Giuliano, Timão atropela o Peixe e vence por 4 a 0, na Neo Química Arena

23 jun 2022 00h06
| atualizado às 01h19
ver comentários
Publicidade

Foi um dos melhores jogos do Corinthians sob o comando do técnico Vítor Pereira. Sob os olhares de mais de 40 mil torcedores na Neo Química Arena, o Timão não tomou conhecimento do Santos e goleou por 4 a 0 na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Os corintianos abriram três gols de vantagem ainda no primeiro tempo, com Gustavo Mantuan, Giuliano e Raul Gustavo. Giuliano voltou a marcar no segundo tempo para fechar o marcador.

ATUAÇÕES:

> Willian e Giuliano se destacam em goleada do Corinthians

O confronto de volta acontecerá no dia 13 de julho, na Vila Belmiro, com o Peixe precisando tirar quatro gols de desvantagem para, pelo menos, levar a decisão por pênaltis. Não há o critério de gol qualificado na Copa do Brasil.

SANTOS COMEÇA MELHOR, MAS DURA POUCO

O Santos iniciou melhor a partida, mas essa superioridade só durou os cinco minutos iniciais. Nele, o Peixe quase abriu o placar com Vinicius Zanocelo, que aproveitou uma falha do zagueiro corintiano João Victor, que tentou afastar um lançamento do lateral Lucas Pires, mas espirrou o taco. O meia santista encheu o pé na entrada da grande área e mandou na rede pelo lado de fora, no canto direito do goleiro Cássio.

TIMÃO ACORDA E CRESCE

Vendo que começou atrás no jogo, o Timão fez valer as rédeas da partida a partir dos 10 minutos de jogo e começou a avançar mais ao ataque.

Aos 14 minutos, a primeira grande chance corintiana foi criada com Róger Guedes, que recebeu um bom passe de Cantillo, na entrada da grande área, pelo lado direito, e finalizou no canto destro do goleiro João Paulo, do Peixe, que deu um belo tapa na bola para evitar o gol do Timão.

INACREDITÁVEL, RÓGER GUEDES

Aos 18 minutos do primeiro tempo, o atacante Róger Guedes perdeu um gol inacreditável, após boa trama entre Du Queiroz e Fagner, pelo lado direito. O lateral corintiano fez o cruzamento a meia altura para o camisa 9 na entrada da pequena área pegar embaixo demais na bola e mandar por cima do gol.

\timão atropelou o Peixe no jogo de ida (Foto: Alex Silva / Lancepress!)
\timão atropelou o Peixe no jogo de ida (Foto: Alex Silva / Lancepress!)
Foto: Lance!

DEPOIS DA TEMPESTADE VEM O GOL

Mas o gol perdido por Róger Guedes não fez falta para o Corinthians, que um minuto depois conseguiu abrir o placar.

Dessa vez a construção da jogada foi pelo lado esquerdo, com Willian encontrando Lucas Piton, que fez a ultrapassagem e cruzou, a bola passou pelo primeiro pau e caiu na entrada da grande área, pelo lado direito, para Gustavo Mantuan bater no canto do goleiro João Paulo.

TIMÃO SEGUE EM CIMA E AMPLIA

Mesmo saindo na frente, o Timão não abaixou o seu ritmo, e o Santos, por sua vez, não buscou o empate. Resultado? O Corinthians não demorou para marcar o segundo gol.

Aos 25 minutos, Fagner tabelou com Willian e cruzou para Du Queiroz, que finalizou, a bola bateu em Giuliano e matou o goleiro João Paulo.

CORINTHIANS NÃO PAROU

E a batida do Corinthians seguiu. Primeiro, com Mantuan invadindo a área e obrigando João Paulo fazendo uma grande defesa, depois com um chute perigoso de Róger Guedes. Mantuan também voltou a dar trabalho a João Paulo.

E o Timão tanto buscou o terceiro gol que conseguiu ainda no primeiro tempo, dessa vez em lance de bola parada.

Aos 42 minutos, Willian bateu escanteio pelo lado direito e Raul Gustavo subiu entre dois marcadores santistas e colocou no canto direito do goleiro João Paulo.

PÊNALTI, SÓ QUE NÃO

Aos 11 minutos do segundo tempo, o Corinthians chegou a ter um pênalti marcado a seu favor, mas o árbitro Marcelo de Lima Henrique mudou de ideia a visualizar o monitor do VAR, já que Róger Guedes salta após o carrinho de Kaiky dentro da área e não é atingido.

ZANOCELO PERDE A CABEÇA E É EXPULSO

Aos 16 minutos do segundo tempo, o meia Vinicius Zanocelo, do Santos, acabou perdendo a cabeça e deixou o cotovelo no rosto do lateral Lucas Piton, do Corinthians. O árbitro Marcelo de Lima Henrique expulsou o atleta após revisão no VAR.

GIULIANO FECHA O MARCADOR

Aos 31 minutos do segundo tempo, o Corinthians fechou o resultado com Giuliano, após uma cobrança de escanteio, o camisa 11 recuperou a posse, a bola rebateu duas vezes com os atletas corintianos levando a melhor, até que a redonda sobrou para o meia ficar na cara do gol e colocar no alto do gol santista.

Foi o terceiro gol de Giuliano na Copa do Brasil, fazendo do atleta o artilheiro do Timão no campeonato.

MARCOS LEONARDO PERDE MELHOR CHANCE SANTISTA

Na saída de bola, o Peixe até tentou diminuir, mas Marcos Leonardo parou no goleiro Cássio, após ficar cara a cara com o atleta corintiano.

CLIMA ESQUENTA NO FIM

Nos minutos finais, houve alguns minutos de confusão entre os atleta do Timão e do Peixe, após o atacante corintiano Adson tentar um drible de mais efeito para cima da marcação santista.

CORINTHIANS 4 X 0 SANTOS

COPA DO BRASIL - OITAVAS DE FINAL - JOGO DE IDA

Local: Neo Química Arena, São Paulo, Brasil

Data e hora: 22 de junho de 2022, às 21h30

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)

Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE)

Árbitro de vídeo: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA/SP)

Público/renda: 40.624 pessoas / R$ 2.424.757,11

Cartões amarelos: Ângelo, Felipe Jonatan, Kaiky e Fabián Bustos (Santos)

Cartões vermelhos: Vinicius Zanocelo (Santos)

GOLS: 1-0 Gustavo Mantuan (19'/2T); 2-0 Giuliano (27'/2T); 3-0 Raul Gustavo (42'/2T); 4-0 Giuliano (31'/2T)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Du Queiroz, Cantillo (Xavier, 23'/2T) e Giuliano (Matheus Araújo, 35'/2T); Gustavo Mantuan, Róger Guedes e Willian (Adson, 23'/2T). Técnico: Vítor Pereira.

SANTOS: João Paulo; Lucas Braga, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires (Ângelo, 21/2T); Rodrigo Fernández (Camacho, 8'/2T), Sandry e Vinicius Zanocelo; Léo Baptistão (Bruno Oliveira, 21'/2T), Marcos Leonardo (Rwan Secco, 35'/2T) e Jhojan Julio (Felipe Jonanta, 8'/2T). Técnico: Fabián Bustos.

Lance!
Publicidade
Publicidade