2 eventos ao vivo

Grolli minimiza vantagem da ida e quer atenção com bola parada do Botafogo

1 out 2018
14h00
atualizado às 14h00
  • separator
  • comentários

O Bahia já iniciou a preparação para o confronto decisivo desta quarta-feira, contra o Botafogo, pela volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Nesta segunda-feira, quem concedeu coletiva de imprensa para falar sobre a partida foi o zagueiro Douglas Grolli, que tem chances reais de ser titular no Rio de Janeiro e afirma que o time baiano não pode se apegar à vantagem (2 a 1) construída em Salvador para buscar a classificação.

"Jogo muito difícil. Fizeram promoção de ingresso, casa cheia, mas a gente gosta disso também. O jogo fica com uma tensão maior com muito público, e a gente fica feliz. Sabemos que vai ser um jogo bem truncado, porque o adversário tem qualidade, nos deu muito trabalho aqui. Mas sabemos que temos condição de passar. Temos essa pequena vantagem. Não dá para se apegar a ela, mas a gente pode fazer um grande jogo. Quem sabe, comece a nossa reação em uma competição diferente, em que a gente muda a chave e tem total condição de buscar. E esse é o nosso objetivo", afirmou.

Como zagueiro, Grolli terá de manter atenção dobrada nesta quarta-feira. Como o mesmo aponta, os botafoguenses costumam levar perigo em bolas paradas e jogadas pelo alto, algo que aconteceu no primeiro encontro e deve se repetir no segundo.

"Eles acabaram criando bastante mas ao mesmo tempo foi um jogo em que não tivemos o melhor desempenho, oscilamos um pouco. Eles têm uma bola parada forte, que nos deu muito trabalho. Vamos ter atenção para neutralizar isso. Estar atento a cada lance, em um mata-mata pode decidir a partida. Temos que estar ligados para não dar espaço ao adversário", reforçou.

Sobre o empate em 0 a 0 do último sábado, contra o Flamengo, na Fonte Nova, o defensor destacou o equilíbrio do confronto. Para ele, se o Tricolor baiano repetir a postura adotada contra o Rubro-Negro carioca, conseguirá superar as adversidades do momento, que, de fato, não é dos melhores.

"Sabemos que não é o nosso melhor momento durante o ano, mas a gente está trabalhando muito para reverter a situação. Foi um jogo difícil, contra um dos líderes, eles também vinham numa situação muito difícil, então se mobilizaram bastante para esse jogo, e a gente pôde fazer um jogo bom. O Flamengo é uma equipe que tem muita qualidade, então acho que foi um jogo bem disputado, que por pouco a gente não conseguiu o triunfo. A gente criou algumas situações boas, e a gente sabe que tem que continuar nesse empenho, dedicação de trabalho, que essa fase vai mudar e a gente vai conseguir dar a volta por cima", completou.

Botafogo e Bahia se enfrentam a partir das 21h45 (no horário de Brasília) desta quarta, no Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ). Quem avançar, enfrenta o vencedor do confronto entre os colombianos Santa Fé e Millonarios nas quartas de final. Um simples empate garante a classificação do Tricolor.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade