PUBLICIDADE

Suécia vira contra a Alemanha e está na semifinal

Equipe escandinava encara a Holanda, na quarta-feira, às 16h, em Lyon

29 jun 2019 15h38
| atualizado às 15h44
ver comentários
Publicidade

A Suécia está na semifinal da Copa do Mundo feminina. Diante de uma Alemanha bicampeã mundial, que ainda não havia sofrido um gol sequer no torneio, as suecas viram a alemã Magull abrir o placar, mas com gols de Jakobsson, nome do jogo, e Blackstenius, venceram por 2 a 1 e estão entre as quatro melhores equipes do torneio. Por uma vaga na decisão, o time do país escandinavo enfrenta a seleção holandesa na próxima quarta-feira, às 16h, em Lyon.

Suécia eliminou a Alemanha, bicampeã mundial feminina (Foto: LOIC VENANCE / AFP)
Suécia eliminou a Alemanha, bicampeã mundial feminina (Foto: LOIC VENANCE / AFP)
Foto: LANCE!

PRESSÃO ALEMÃ
Intensa, a Alemanha começou comandando as ações e alugando o campo de da Suécia. Nos primeiros 10 minutos, chegou a ter 70% da posse de bola. O domínio surtiu efeito quando, aos 15, Dabritz carregou pelo meio e achou Magull na grande área. No momento de dominar o passe, a bola subiu, mas atacante alemã se virou muito bem ao armar um mini-voleio e abrir o placar.

CONTRAGOLPE FULMINANTE
As linhas adiantadas da Alemanha, porém, cobravam um preço. Nas costas da defesa, sobrava espaço para a Suécia contra-atacar. Foi assim, a partir de um chutão que caiu atrás da zaga alemã, que a camisa 10 Jakobsson invadiu a área e empatou a partida. Foi o primeiro gol sofrido pela Nationaleff em todo o torneio.

NO LUGAR CERTO
No fim a primeira etapa, a seleção alemã já sofria mais com os contragolpes suecos do que atacava. Na volta do intervalo, o ímpeto escandinavo não foi menor. Logo aos três da etapa final, Jakobsson, sempre ela, foi à linha de fundo pela direita e cruzou. Rolfo cabeceou, Schult espalmou para a grande área, e Blackstenius, oportunista, só completou para as redes e virou tudo em Rennes.

SUSPIRO FINAL
Bicampeã mundial e favorita no confronto, a seleção alemã reuniu tropas e partiu para cima do time sueco - que se fechou. A Alemanha até teve chances em bolas cruzadas, mas sem pontaria, viu o favoritismo sair pelo ralo. As suecas resistiram e, agora, brigam por uma vaga na decisão da Copa do Mundo.

Veja também:

Como funciona uma peneira de futebol feminino?:

 

Lance!
Publicidade
Publicidade