PUBLICIDADE

Federação alemã é contra a realização da Copa a cada 2 anos

Ideia da Fifa é que torneio mundial passe a ser bienal a partir de 2026 e debate tem gerado divergências

17 set 2021 12h21
| atualizado às 13h04
ver comentários
Publicidade

As discussões sobre a realização da Copa do Mundo a cada dois anos ganharam mais um capítulo nesta sexta-feira. Em nota, a Federação Alemã de Futebol (DFB) afirmou ser contra a ideia e disse que está em apoio à Uefa, que já prometeu boicotar a competição caso seja realizada desta forma.

Federação Alemã de Futebol apoiou decisão da Uefa contra a realização da Copa do Mundo bienal (Foto: Divulgação)
Federação Alemã de Futebol apoiou decisão da Uefa contra a realização da Copa do Mundo bienal (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

"A DFB apoia totalmente a posição da Uefa de que uma decisão sobre um assunto tão importante não pode ser tomada sem o consentimento das federações europeias e do futebol europeu", disse a DFB em nota.

"A DFB considera incompreensível que a alta direção da Fifa, contrariando todos os princípios da Boa Governança, opte por apresentar a proposta às "lendas da Fifa" e divulgar a notícia da reunião para a mídia, em vez de consultar primeiro os membros de seu próprio Conselho", completou.

Uma pesquisa realizada pelas companhias IRIS e YouGov, em julho deste ano, cujos resultados foram divulgados nesta quinta-feira, indicaram que a maioria os fãs de futebol apoia a ideia de que a Copa do Mundo seja mais frequente e que a realização a cada dois anos seria a melhor solução. A enquete fez parte de um estudo de viabilidade sobre a realização da competição, solicitado pela Fifa.

Recentemente, em entrevista ao jornal L'Équipe, Arsèwe Wenger, chefe de desenvolvimento global de futebol da Fifa, defendeu o Mundial de forma bienal e disse que a ideia era revolucionar o calendário de seleções. Neste modelo, os jogos seriam realizados apenas em março e outubro, mas no mês inteiro.

A Confederação Sul-Americana de Futebol, a Conmebol, já anunciou que não apoia a ideia da entidade máxima do futebol.

De acordo com a DFB, "o desgaste físico e mental dos jogadores da seleção nacional seria imenso e levaria a um risco significativamente maior de lesões" caso o novo calendário da Fifa seja aprovado.

*Com Equipe Portal

Lance!
Publicidade
Publicidade