1 evento ao vivo
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Titular, Jean Mota quer Santos apostando nos contra-ataques

9 mai 2017
13h40
atualizado às 14h01
  • separator
  • comentários

Jean Mota está de volta ao Santos. Após cumprir suspensão automática na vitória por 3 a 2 sobre o Santa Fe, na última quinta, no Pacaembu, o polivalente jogador voltou a ser relacionado pelo técnico Dorival Júnior e deve será o titular contra Paysandu, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Mangueirão, em Belém, no Pará, pelo confronto de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Suspenso diante dos colombianos, Mota foi substituído por Matheus Ribeiro nas últimas duas partidas. O lateral ambidestro, porém, não encantou o comandante santista e voltará ao banco de reservas.

Meia de origem, Jean Mota já tinha assumido o posto de lateral-esquerdo após a saída do titular Zeca, lesionado desde o início de abril, depois do jogo contra a Ponte Preta, nas quartas do Paulistão. Empolgado com retorno ao time, o jogador destacou a força do Paysandu em seu estádio e acredita que o Peixe precisa se defender bem se quiser sair de Belém classificado.

"Estou com uma expectativa boa, são dois jogos sem jogar, estou com muita vontade de atuar. Espero ter uma boa atuação, mas o mais importante é que o time possa sair classificado. Temos que manter o ritmo intenso. Sabemos que lá (Belém) tem o apoio da torcida deles. Já joguei por aqueles lados e sei que a torcida influencia bastante. Temos que nos defender bem e sair fortes nos contra-ataques", explicou o jovem de 23 anos.

No Santos desde junho do ano passado, Jean Mota soma 31 jogos, dois gols e cinco assistências com a camisa do Peixe. De lá para cá, o jovem de 23 anos já atuou em diversas funções. Pronto para servir ao clube, o paulistano gosta de ser uma espécie de "coringa".

"Já joguei de tudo aqui. De ponta, lateral, volante e meia. O importante é estar à disposição. Colocar a camisa e mostrar que sempre quer jogar. Não importa onde apareça a oportunidade, eu vou agarrar ao máximo e tentar dar conta do recado", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade