3 eventos ao vivo

Renato diz que Grêmio "não jogou nada" e nega obrigação por Libertadores

4 set 2019
23h02
atualizado em 6/9/2019 às 08h52
  • separator
  • 0
  • comentários

Das três competições, o Grêmio segue vivo em duas. Depois de vencer em Porto Alegre por 2 a 0, a equipe de Renato Gaúcho teve uma atuação fraca, viu o Athletico-PR devolver o placar na Arena da Baixada e acabou eliminada da Copa do Brasil após uma derrota por 5 a 4 nos pênaltis, com Pepê desperdiçando a última cobrança.

"Meu grupo é um grupo vencedor. Nós aprendemos com as vitórias e com as derrotas também, mas não fizemos absolutamente nada para conseguir a classificação hoje. Não jogamos nada, não que o Athletico tenha feito muita coisa, mas nós não jogamos praticamente nada. Eles foram melhores do que a gente e mereceram a classificação", analisou.

"Hoje nós estivemos bem abaixo do que estamos acostumados a jogar, e era uma decisão. O adversário veio para competir, para ganhar o jogo. Na maior parte do tempo, a gente aceitou que o adversário jogasse. Pagamos pelos nosso erros. Eu como comandante tenho sempre que defender o meu grupo, infelizmente a gente não conseguiu nosso objetivo. Temos que levantar a cabeça para o Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores", completou.

Agora, além do Brasileiro, onde ocupa apenas a 11ª colocação, o Grêmio foca para Libertadores, torneio em que duelará com o Flamengo por uma vaga na final. Quando questionado sobre se é uma obrigação vencer a principal competição de clubes da América do Sul, Renato respondeu de maneira negativa.

"Obrigação tem quem está sem vencer um título há 10, 12 ou 15 anos. Com todo respeito, vocês estão com amnêsia. O Grêmios nos últimos três anos tem seis títulos. A obrigação é de quem não ganha há muito tempo. O Grêmio vai buscar as vitórias tanto na Libertadores quanto no Brasileiro. Agora, obrigação é uma palavra muito forte, principalmente para um grupo vencedor como o meu", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade