1 evento ao vivo
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Pituca vê Santos 'iluminado' contra Atlético-MG para evitar 3ª queda no Pacaembu

Jogando no estádio municipal, alvinegro paulista foi eliminado do Paulistão e da Sul-Americana

5 jun 2019
19h31
atualizado às 19h31
  • separator
  • 0
  • comentários

O meio-campista Diego Pituca afirmou nesta quarta-feira que o Santos precisa de muita concentração para eliminar o Atlético-MG, nesta quinta, em São Paulo, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Em 10 jogos disputados no Pacaembu em 2019, o time santista soma oito vitórias, dois empates e uma derrota. Mas as duas eliminações sofridas (para o River Plate, do Uruguai, na primeira fase da Copa Sul-Americana, e para o Corinthians, nas semifinais do Campeonato Paulista) foram no estádio paulistano.

"Ficamos tristes nas duas eliminações, ainda mais para o Corinthians, pelo jogo que foi. Estamos focados, queremos dar alegria ao torcedor. Temos que tirar lição das eliminações, sim. Focar mais, ser mais agressivo. Contra o Corinthians foi absurdo o que fizemos. Agora é outra competição, coisa nova. Estamos focados, ir para cima, com intensidade, e que seja uma noite iluminada com a classificação", disse o volante, em entrevista coletiva nesta quarta-feira no CT Rei Pelé, em Santos.

Diego Pituca aproveitou para fazer um apelo à torcida para ter o Pacaembu lotado, apesar do preço dos ingressos ter sido aumentado. "Tem toda uma coisa por trás. Sabemos a situação do Brasil, é complicado dar 90 reais (valor da arquibancada). Faço um apelo à torcida. Que a torcida faça esse esforcinho para nos ajudar", afirmou.

O técnico Jorge Sampaoli orientou, nesta quarta-feira, o último treino antes do duelo contra o Atlético-MG. O argentino ainda aguarda um documento da CBF que libere o atacante Rodrygo para jogar. O atleta foi convocado para integrar a seleção sub-23 em um torneio na França, mas não se apresentou.

O time mais provável para entrar em campo deve ser: Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Jean Lucas e Carlos Sánchez (Jean Mota); Uribe (Eduardo Sasha) e Soteldo (Marinho).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade