PUBLICIDADE

Marília confirma 15 casos de covid-19 e critica longas viagens na Copa do Brasil

Equipe do interior de São Paulo enfrentou o Criciúma em Cariacica-ES e acabou eliminada após empate sem gols

23 mar 2021 22h08
| atualizado em 24/3/2021 às 08h01
ver comentários
Publicidade

Após participação na Copa do Brasil, que contou com remarcações e longas viagens, o Marília confirmou 15 casos de covid-19, incluindo jogadores e membros da comissão técnica, nesta terça-feira. Além disso, o clube da terceira divisão paulista mostrou sua insatisfação com as transferências do seu único jogo na competição organizado pela CBF. "Fica registrado o descontentamento do MAC com a transferência da partida pela Copa do Brasil que deveria ter ocorrido em Marília", ressalta o clube em nota oficial.

Na semana passada, o clube enfrentou uma saga para entrar em campo diante do Criciúma, pela primeira fase da Copa do Brasil. Inicialmente marcada para a cidade de Marília (SP), a partida foi transferida para Varginha (MG) por conta da proibição de jogos no estado de São Paulo. Com isso, o time paulista viajou quase 700 quilômetros em oito horas. Todos os protocolos foram mantidos, conforme defende a CBF e a FPF.

Um dia antes do jogo, porém, o governo de Minas Gerais também vetou o evento, realocado pela CBF para Cariacica (ES). Foram mais 800 quilômetros e 14 horas de viagem. No retorno à Marília, a delegação também encarou cerca de mil quilômetros. Com o empate sem gols, o Marília foi eliminado da Copa do Brasil e se concentra na disputa da Série A3 do Campeonato Paulista, previsto para retornar em 31 de março. Há mais 20 exames sendo aguardados no clube.

Estadão
Publicidade
Publicidade