PUBLICIDADE

Flu perde para o Criciúma e se complica na Copa do Brasil

Equipe diminui vantagem com pênalti polêmico, mas é derrotado fora de casa e será obrigada a vencer na partida de volta das oitavas de final

27 jul 2021 21h18
| atualizado às 21h44
ver comentários
Publicidade

O Fluminense não fez uma partida boa, viu o Criciúma ser mais inteligente e eficiente, mas contou com um pênalti polêmico para diminuir a desvantagem, perdendo por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. A partida, nesta terça-feira à noite, aconteceu no estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina, e teve gols de Hygor e Fellipe Mateus para os mandantes, que conquistaram a primeira vitória na competição, e Abel Hernández descontou para os visitantes.

Jogadores do Criciúma (ao fundo) comemoram um dos gols da vitória sobre o Fluminense
Jogadores do Criciúma (ao fundo) comemoram um dos gols da vitória sobre o Fluminense
Foto: Caio Marcello/iShoot/Gazeta Press

As duas equipes voltam a entrar em campo justamente no confronto de volta das oitavas, já neste sábado, às 16h30, no Maracanã. Este duelo acabou antecipado após o adiamento do jogo do Flu na Libertadores. O duelo com o Cerro Porteño, do Paraguai, será na terça-feira, dia 3.

O Criciúma começou a partida surpreendendo e tentou ir para cima nos primeiros 10 minutos, mas não conseguiu levar grande perigo e passou a dar mais campo ao Fluminense. Pouco inspirado, o time visitante passou quase todos os 45 minutos ouvindo o técnico Roger Machado pedir mais profundidade. A única boa chance foi de Yago Felipe, aos 20, quando Gustavo defendeu com tranquilidade.

Vendo o adversário lento e passivo, o Criciúma se aproveitou. Mesmo sem a posse de bola, foi o time da casa que criou as melhores oportunidades. Primeiro, com Hygor, que se esticou todo e por pouco não alcançou um cruzamento sozinho na área. Depois, Dudu teve dois chutes, mas foi bloqueado por Yago e parou na defesa de Marcos Felipe. Mas, aos 39 minutos, veio a recompensa. Martinelli errou o primeiro domínio, Gabriel Teixeira se atrapalhou e Nene devolveu errado. Eduardo ganhou de Biel e chutou livre. Manoel não cortou e Luccas Claro não impediu o desvio de Hygor para marcar.

Após a decepção do primeiro tempo, o Fluminense voltou do intervalo pressionando, mas não criou chances de fato perigosas pois viu o ataque viver noite pouquíssimo inspirada. Se lançando à frente, os cariocas viram o Criciúma complicar ainda mais a vida aos 17 minutos. Dudu recebeu na ponta, invadiu a área e foi derrubado por Egídio. Após análise do VAR, o árbitro marcou o pênalti e Fellipe Mateus ampliou.

O técnico Roger Machado perdeu a paciência após o gol sofrido e promoveu as saídas de Luiz Henrique, Nene e Fred para Matheus Martins, Ganso e Abel Hernández entrarem. E foi dos pés deste último que saiu o primeiro gol tricolor. Aos 24 minutos, o árbitro viu toque de Hélder nas costas de Luccas Claro em lance polêmico, mas que não houve intervenção do VAR. Na cobrança, o uruguaio bateu forte para fazer 2 a 1.

Nos minutos finais, a partida ficou mais acelerada. Kayky e John Kennedy, que entraram na na reta final do confronto, até tentaram criar, mas não foram eficientes. Por isso, o placar não voltou a mudar e o Criciúma conseguiu boa vantagem para a volta.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA 2 x 1 FLUMINENSE

Data/Hora: 27/07/2021, às 19h15.

Local: estádio Heriberto Hulse, Criciuma (SC).

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN).

Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN).

Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN).

Gols: Hygor (39'/1ºT) (1-0), Fellipe Mateus (20'/2ºT) (2-0) e Abel Hernández (25'/2ºT) (2-1).

Cartões amarelos: Marcel, Gustavo (Criciúma), Egídio (Fluminense).

Cartões vermelhos: não houve.

CRICIÚMA: Gustavo; Alemão, Rodrigo, Marcel Scalese e Dudu Vieira; Helder, Eduardo, Arilson (Dudu - 26'/1ºT); Felipe Mateus, Hygor (Gabriel Henrique - 37'/2ºT) e Marcão (Warley - 37'/2ºT). Técnico: Paulo Baier.

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago Felipe (John Kennedy - 41'/2ºT) e Nene (Ganso - 22'/2ºT); Luiz Henrique (Matheus Martins - 22'/2ºT), Fred (Abel Hernández - 22'/2ºT) e Gabriel Teixeira (Kayky - 34'/2ºT). Técnico: Roger Machado.

Lance!
Publicidade
Publicidade