PUBLICIDADE

Ceni destaca tempo para recuperação para atletas do São Paulo antes de duelos com o Palmeiras

Treinador adianta que deve repetir escalação que perdeu invencibilidade de 15 jogos nesta quinta-, para o Botafogo, na sequência de clássicos pelo Brasileirão e Copa do Brasil

17 jun 2022 11h14
ver comentários
Publicidade

Rogério Ceni já antecipou: o time do São Paulo que vai a campo nas duas próximas partidas, ambas contra o Palmeiras, será o mesmo que foi derrotado por 1 a 0 pelo Botafogo, nesta quinta-feira, no Rio, quando a equipe perdeu a invencibilidade de 15 partidas.

O clube tricolor vai enfrentar o rival alviverde duas vezes seguidas: na segunda-feira, às 20h, pelo Brasileirão, e depois, na quinta-feira, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Os dois jogos serão no Morumbi.

"Quando estávamos com a Sul-Americana, viajávamos com um time e ficava outro", disse, lembrando do fato de poder escalar uma equipe mista no torneio sul-americano, competição em que sobrou na fase de grupos. "Agora não temos isso. É tentar recuperar esses jogadores e tentar competir contra o Palmeiras. Vai ser um jogo pesado, jogo duro para nós e para eles. Agora é recuperar jogadores", completou.

Ceni também lembrou que não poderá contar na próxima semana com oito jogadores lesionados. "O que temos são esses jogadores e vamos tentar competir", comentou. A extensa lista de desfalques tem Sara, Nikão, Talles Costa, Alisson, Moreira, Andrés Colorado, Caio e Luan, todos se recuperando de lesão.

O São Paulo ocupa a quinta colocação na tabela do Brasileiro depois de 12 rodadas, com 18 pontos, mesma pontuação do Athletico, que leva a melhor no critério de desempate (tem uma vitória a mais).

Contra o Botafogo, Ceni usou todas as substituições possível na linha. A equipe que acabou derrotada foi formada por: Jandrei; Diego Costa (Eder, entrou as 40min do 2º. tempo), Arboleda e Léo; Rafinha (Igor Vinícius entrou aos 19 do 2º.), Rodrigo Nestor, Patrick (A. Anderson entrou aos 43min do 2º.), Igor Gomes e Welington (Reinaldo, aos 19min do 2º.); Luciano (Rigoni, também aos 19min do 2º.) e Calleri.

Estadão
Publicidade
Publicidade