1 evento ao vivo
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Atlético-GO marca no fim e elimina o Fluminense na Copa do Brasil

24 set 2020
22h28
atualizado às 22h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Fluminense foi eliminado da Copa do Brasil nesta quinta-feira, ao ser derrotado por 3 a 1 pelo Atlético-GO, em Goiânia. Os goianos foram superiores e avançam às oitavas de final da competição.

O Atlético-GO dominou o primeiro tempo e abriu o placar com Chico. Só que o Fluminense empatou nos acréscimos, com Luccas Claro. Na etapa final, Marlon Freitas colocou os donos da casa a frente no marcador novamente. Nos acréscimos do segundo tempo, Matheus Vargas marcou para dar a classificação aos goianos.

As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro. O Atlético-GO recebe o Botafogo, neste domingo, em Goiânia. O Fluminense só joga na segunda-feira, contra o Coritiba, no Nilton Santos.

O jogo - O Atlético-GO dominou o jogo desde os primeiros minutos e quase abriu o placar aos três minutos. Marlon Freitas apareceu de surpresa na área e finalizou com perigo. Só que aos nove, os donos da casa marcaram após falha de Muriel. Ferrareis cruzou, o goleiro não dominou a bola, que sobrou para Chico apenas mandar para a rede.

Mesmo depois do gol, os goianos seguiram melhores em campo. O Atlético-GO quase marcou o segundo aos 25 minutos. Marlon Freitas arriscou de fora da área, a bola desviou em Edson e quase enganou Muriel. O goleiro teve tempo de se recuperar e fazer a defesa.

Enquanto o Fluminense pouco chegava ao ataque, o Atlético-GO seguia sendo perigoso. Primeiro, Hyuri aproveitou cruzamento, mas finalizou pressionado pela linha de fundo. Depois, Ferrareis que recebeu lançamento na área e cabeceou próximo do gol.

Quando parecia que o jogo não teria mais emoção, os cariocas chegaram ao empate. Já nos acréscimos, após cobrança de escanteio, Luccas Claro subiu sozinho e mandou para a rede para igualar o marcador no intervalo.

No segundo tempo, o Atlético-GO tentou pressionar, mas viu o Fluminense retornar com uma boa marcação. Na melhor chance criada pelos donos da casa, Hyuri finalizou mal e facilitou a defesa de Muriel. Com o passar do tempo, os goianos aumentaram o domínio e posse de bola. Com isso, o Atlético-GO começou a achar espaço e levar perigo. Aos 26 minutos, Júnior Brandão recebeu passe na área e chutou para defesa segura de Muriel. Depois, foi a vez de Janderson fazer boa jogada, mas cruzou errado.

O Fluminense conseguiu aproveitar os espaços dados pelos donos da casa para avançar aos 30 minutos. Nenê tocou para Felippe Cardoso na entrada da área, mas o atacante chutou sobre o travessão. Só que a resposta do Atlético-GO veio em grande estilo, aos 33. Janderson chutou da entrada da área, Muriel espalmou para frente, no pé de Marlon Fretias. O volante chutou para a rede para deixar os goianos novamente a frente no placar.

A partir dai, o jogo ficou aberto, com os dois times em busca do gol. O Atlético-GO manteve a posse de bola, mas viram o Fluminense quase empatar nos minutos finais. Nenê entrou na área e chutou cruzado. A bola desviou na zaga e foi pela linha de fundo.

Quando parecia que o confronto seria decidido nos pênaltis, o Atlético-GO chegou ao gol da classificação nos acréscimos. Matheus Vargas recebeu passe na área e mandou para a rede para dar números finais em Goiânia.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-GO 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)

Data: 24 de setembro de 2020, quinta-feira

Hora: 20h (de Brasília)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

Cartões amarelos: Nicolas e Matheus Vargas (Atlético-GO); Calegari, Egídio, Dodi, Nenê e Luiz Henrique (Fluminense)

GOLS

ATLÉTICO-GO: Chico, aos 9min do primeiro tempo; Marlon Freitas, aos 33 minutos; Matheus Vargas, aos 47min do segundo tempo

FLUMINENSE: Luccas Claro, aos 50min do primeiro tempo

ATLÉTICO-GO: Jean, Dudu (João Vitor), Gilvan, Eder e Nicolas (Natanael); Edson, Marlon Freitas e Chico (Matheus Vargas); Janderson, Gustavo Ferrareis (Matheuzinho) e Huyri (Júnior Brandão)

Técnico: Vagner Mancini

FLUMINENSE: Muriel, Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Hudson (Yago), Dodi e Michel Araújo (Felippe Cardoso) e Nenê; Wellington Silva (Fernando Pacheco) e Luiz Henrique (Ganso)

Técnico: Odair Hellmann

Veja também:

Relembre goleadas marcantes na história do futebol
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade