0

Felipão reduz pressão por jogar em casa, mas alerta: "perder a 1ª é horrível"

14 jun 2013
15h10
atualizado às 16h07
  • separator
  • comentários

Em sua primeira entrevista oficial organizada pela Fifa para a Copa das Confederações, o técnico Luiz Felipe Scolari disse que jogar no Brasil não leva pressão extra para a Seleção Brasileira a partir da estreia neste sábado, contra o Japão, em Brasília.

<p>Felipão comentou sobre partida de estreia contra o Japão</p>
Felipão comentou sobre partida de estreia contra o Japão
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Confira todos os vídeos da Copa das Confederações

Com a experiência de ter conduzido Portugal em casa na Eurocopa de 2004, o treinador admitiu que é necessário alguns cuidados diferentes, mas que a essência das cobranças é a mesma em qualquer lugar de disputa.

"A pressão é normal de uma equipe que joga as competições como joga o Brasil. Somos vistos como um dos grandes candidatos ao titulo e jogar fora não nos causa alguns problemas que estamos vivendo neste momento em situação de treinamento, cuidados que estamos tendo", afirmou.

"Entrar pressionado é normal como uma equipe do Brasil. Sendo uma das apontadas como favorita. Não vai mudar nisso. Jogar em casa em alguns aspectos é diferente, mas a história de ganhar é a mesma", completou.

O treinador ainda lembrou a campanha do vice-campeonato português para comentar a importância da partida de estreia na competição; Naquela oportunidade, uma derrota fez com que o time ficasse mais pressionado.

"Me lembro da competição com meu amigo Jorge Batista em Portugal. Perdemos o primeiro jogo no Porto para a Grécia e depois classificamos com duas vitórias. Perder o primeiro jogo em casa é horrível, ambiente fica difícil de administrar. Torcedores, publico, imprensa, jogadores, não deve se passar", afirmou.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade