0

No Rio, vendas da Copa do Mundo ainda são muito fracas

30 mai 2018
17h26
atualizado em 31/5/2018 às 14h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ainda faltam duas semanas e meia para a estreia do Brasil no Mundial da Rússia (dia 17 de junho, contra a Suíça) e a esperança dos comerciantes cariocas é que a venda dos produtos relacionados à Seleção brasileira ganhe fôlego. Por enquanto, o que se vê é um movimento muito tímido nas lojas, apesar do preço barato dos enfeites e adereços.

Lojas vazias no centro do Rio
Lojas vazias no centro do Rio
Foto: Silvio Barsetti / Especial para Terra

No coração do comércio do Rio, o Polo Saara (Sociedade dos Amigos da Rua da Alfândega e Adjacências) aposta no apelo da mídia nos próximos dias para que a badalação da Copa do Mundo contagie os consumidores.

“O foco dos últimos dias tem sido a greve dos caminhoneiros. Isso afetou a nossa venda. Mas ainda há mais de 15 dias pela frente e acredito que a situação possa se reverter”, disse ao Terra o presidente do Polo Saara, Eduardo Blumberg.

Saara, no centro do Rio, oferece dezenas de mercadorias em alusão à Seleção brasileira
Saara, no centro do Rio, oferece dezenas de mercadorias em alusão à Seleção brasileira
Foto: Silvio Barsetti / Especial para Terra

Sua associação reúne cerca de 500 lojistas no centro da cidade, em quase 900 estabelecimentos. Vinte por cento deles oferecem os mais variados produtos nas cores verde e amarela, na expectativa de que os cariocas se contagiem com a Seleção.

Movimento nas lojas do centro do Rio é muito fraco
Movimento nas lojas do centro do Rio é muito fraco
Foto: Silvio Barsetti / Especial para Terra

Com ruas vazias para uma manhã de sol do mês de maio, o comércio no Saara tem atraído apenas algumas mães e avós, dispostas a decorar a casa para que os filhos pequenos acompanhem os jogos do Brasil.

“Vou reunir em casa os amiguinhos de meu filho, que tem 8 anos, e vamos enfeitar tudo de verde e amarelo”, contou Viviane Guimarães, moradora de Botafogo e que circulava nesta quarta pela Rua Regente Feijó, no centro, ao lado da amiga Isabela Tavares, a fim de consultar os preços e buscar o que agradaria às crianças.

Viviane (de óculos colorido) e Isabela procuram enfeites da Seleção para festinhas dos filhos nos dias de jogos da Seleção
Viviane (de óculos colorido) e Isabela procuram enfeites da Seleção para festinhas dos filhos nos dias de jogos da Seleção
Foto: Silvio Barsetti / Especial para Terra

No Bazar do Saara, perto dali, na Rua Senhor dos Passos, o vendedor Saulo Santos vira e mexe ajeitava as prateleiras com cornetas, chinelos e colares verdes e amarelos a fim de ocupar o tempo com alguma atividade. Pois a loja não recebe quase nenhum cliente interessado em comprar algo em alusão à Copa do Mundo, em especial à Seleção brasileira.

“O povo quer é botar comida na mesa. Já não existe aquele amor de antes pela Seleção. Esses jogadores de hoje gostam é de empinar o nariz e isso tem a ver com esse distanciamento”, declarou Saulo.

Saulo Santos, vendedor: "povo quer é comida na mesa"
Saulo Santos, vendedor: "povo quer é comida na mesa"
Foto: Silvio Barsetti / Especial para Terra

A reportagem do Terra conferiu, nesta quarta (30), o preço de 62 mercadorias relacionadas à Seleção brasileira e que estão à venda na Saara (Sociedade dos Amigos da Rua da Alfândega e Adjacências). Confira abaixo a lista:

Viseira – R$ 1

Boné – R$ 2

Almofada – R$ 9,99

Mão Bate Bate – R$ 4

Chapéu Bobo da Corte R$ 15,60

Rabiola em fitas verdes e amarelas – R$ 1

Corneta pequena – R$ 1,50

Corneta grande – R$ 2,65

Bandeirola – R$ 5,95

Camiseta – R$ 5,90

Bandeirinhas verdes e amarelas (20 folhas) – R$ 4,60

Camisa da CBF – R$ 9,99

Capa-bandeira – R$ 15,20

Cartola alta – R$ 16,10

Bandeira (de pano) – R$ 12,10

Camisa Rumo ao Hexa – R$ 10

Balão nylon bicolor – R$ 5,60

Chocalho bicolor pequeno – R$ 1,40

Chocalho bicolor grande – R$ 3,95

Munhequeiras (12 unidades) – R$ 7,20

Copos de plástico bicolores (50 unidades) – R$ 3,95

Pratos de plástico bicolores (10 unidades) – R$ 1,75

Canudos verdes e amarelos (150 unidades) – R$ 10,05

Minibolas (12 unidades) – R$ 15,70

Bola da Seleção – R$ 7,95

Bandana – R$ 1,20

Colar havaiano – R$ 1,70

Chapéu Eva Galego – R$ 1,95

Óculos bicolor – R$ 3

Peruca bicolor – R$ 10

Chapéu pirata – R$ 5

Faixa Brasil – R$ 5

Cartolina bicolor – R$ 10

Arco do Brasil – R$ 1,50

Garrafa de alumínio Brasil – R$ 14

Fita para enfeites de rua – R$ 2

Cachecol – R$ 4,50

Chinelo – R$ 5

Pulseira – R$ 5,99

Botton – R$ 5,99

Tiara – R$ 5,99

Pom pom – R$ 1,99

Máscara bicolor = R$ 1,99

Porta-bola de futebol – R$ 4,50

Baldinho bicolor – R$ 5,99

Gravata – R$ 6,99

Painel decorativo – R$ 25,99

Corrente decorativa (5 metros) – R$ 12,99

Unha postiça bicolor – R$ 3,99

Capa I-phone Brasil – R$ 4,99

Boina de lantejoula bicolor – R$ 15

Vuvuzela – R$ 3

Capra para retrovisor – R$ 6

Macacão para bebê – R$ 13

Fita decorativa (500g) – R$ 15,90

Guarda-chuva infantil – R$ 10

Reco reco – R$ 3

Cocar verde e amarelo – R$ 5

Bobina bicolor – R$ 4,99

Latinha plástica bicolor – R$ 8,99

Porta copos – R$ 3,99

Caixinhas bicolores (com 8 unidades) – R$ 17,99

Marcelo e Casemiro chegam e Seleção está completa em Londres
Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade