0

Croácia neutraliza Harry Kane e domina a Inglaterra para avançar

11 jul 2018
19h01
atualizado às 19h01
  • separator
  • comentários

A Croácia precisou da prorrogação pela terceira vez, mas está na final da Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, a seleção croata fez a maior partida de sua história ao dominar e derrotar a Inglaterra, por 2 a 1, e garantir a primeira decisão de Mundial do país nos seus 27 anos de existência, já que conseguiu independência da Iugoslávia em 1991.

Com um meio de campo de ótimo toque de bola, formado por Modric, Rakitic e Brozovic, a Croácia dominou a posse (54% a 46%) e teve um aproveitamento de 79% nos passes, contabilizado no acerto de 496 das 627 tentativas. A seleção inglesa, por sua vez, não contava com tamanha qualidade de seus meio-campistas para cadenciar o jogo, mas teve eficiência semelhante no fundamento, uma vez que teve êxito em 377 das 481 tentativas, que resultam em 78% de aproveitamento.

No entanto, o toque de bola croata foi mais incisivo, o que resultou em um número maior de finalizações. A equipe de Zlatko Dalic arrematou duas vezes mais que os ingleses (22 a 11). Dessas, sete foram ao gol, 11 para fora e quatro sofreram bloqueios. Já os comandados de Gareth Southgate chutaram apenas uma bola em direção à meta adversária no jogo, justamente a de Trippier, que culminou no tento aos cinco minutos. Portanto, o "English Team", mesmo com Harry Kane na referência do ataque, ficou 105 minutos sem arrematar sequer uma bola ao gol defendido por Subasic.

Os números defensivos da Croácia ajudam a responder a dificuldade inglesa no ataque. Mesmo jogando com uma linha de cinco defensores, a Inglaterra recuperou menos bolas que o rival (51 a 48). Como de costume, os croatas pressionaram na marcação e desarmaram quatro vezes mais (16 a 4). Superiores ofensivamente, o vencedor fez com que o adversário tivesse mais rebatidas (51 a 32).

A adversária da Croácia na final das 12 horas (de Brasília) de domingo, no Estádio Luzhnikí, será a França, campeão mundial de 1998, que superou a Bélgica por 1 a 0 na outra semifinal. Ingleses e belgas disputarão o terceiro lugar às 11 horas (de Brasília) de sábado, em São Petersburgo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade