PUBLICIDADE

Kassab assina lei que concede incentivos fiscais ao Itaquerão

20 jul 2011 - 11h17
(atualizado às 13h03)
Vagner Magalhães
Direto de São Paulo

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (sem partido), sancionou nesta quarta-feira a lei municipal que autoriza a concessão de incentivos fiscais de até R$ 420 milhões para a construção da Arena Itaquera, na zona leste da capital paulista.

No local, será construído o futuro estádio do Corinthians, com capacidade para 65 mil pessoas. A arena é uma das indicadas para a abertura da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. A decisão sobre a sede do jogo inaugural será anunciada em outubro pela Fifa.

A assinatura ocorreu no terreno onde será erguido o estádio. Antes disso, Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, Orlando Silva (PC do B), ministro do Esporte, e Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo, fizeram discursos e destacaram o legado que a arena deixará para a Zona Leste da cidade.

O Corinthians chegou na terça-feira a um acordo com a construtora Odebrecht, que será a responsável pela obra, orçada a um custo total de R$ 820 milhões.

Pela lei, o empreendedor irá receber até 60% do valor investido na construção do estádio na forma de Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs), com teto máximo de R$ 420 milhões. Os certificados poderão ser utilizados para o pagamento de impostos municipais como o ISS (Imposto sobre Serviços) ou o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) próprios ou de terceiros. Dessa forma, os CIDs podem ser comercializados, por exemplo, com bancos, que são considerados grandes pagadores desses impostos.

A Prefeitura espera que, se confirmada a abertura da Copa do Mundo em São Paulo, o Produto Interno Bruto (PIB) da cidade tenha, em média, um acréscimo de R$ 3 bilhões por ano nos dez anos posteriores à inauguração da arena. No mesmo período, espera-se arrecadar R$ 1 bilhão em impostos.

Os cálculos da Prefeitura com a construção do estádio preveem ainda a criação de 1,5 mil empregos diretos e outros 4,5 mil indiretos, além do aumento da mobilidade e da acessibilidade à região leste da cidade. Em relação ao turismo, são esperados 190 mil estrangeiros, com gasto aproximado de R$ 1,2 bilhão no período da Copa do Mundo de 2014.

Kassab assina lei de incentivos fiscais ao futuro estádio do Corinthians
Kassab assina lei de incentivos fiscais ao futuro estádio do Corinthians
Foto: Aloisio Mauricio / Terra
Fonte: Terra
Publicidade