1 evento ao vivo

Com arbitragem polêmica, França reverte vantagem da Ucrânia e vai à Copa

19 nov 2013
19h51
atualizado em 4/12/2013 às 23h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Parecia quase impossível, mas a seleção da França conseguiu reverter a ótima vantagem construída na ida pela Ucrânia na repescagem das Eliminatórias Europeias e se classificou para a Copa do Mundo de 2014, que será disputada no Brasil. O. Com risco de ser a única campeã mundial fora do evento no País, a equipe perdeu o duelo de ida por 2 a 0, mas fez 3 a 0 nesta terça-feira no Stade de France – o duelo foi marcado por uma arbitragem polêmica, que anulou gol legal da França e validou outro em completo impedimento.

Antes da partida, até mesmo o técnico francês e jogadores da seleção admitiam que a vantagem ucraniana era boa e que seria “muito difícil” revertê-la. Contudo, apoiada por uma torcida que lotou o estádio, a França exerceu grande pressão no primeiro tempo, ficou com um jogador a mais no segundo, mas mesmo assim sofreu nos minutos finais com o sistema ofensivo da Ucrânia, que se jogou ao ataque,

<p>Benzema fez gol em completo impedimento, mas França teve gol legal anulado pouco antes</p>
Benzema fez gol em completo impedimento, mas França teve gol legal anulado pouco antes
Foto: AP

O gol francês irregular levantou polêmicas relacionadas à classificação da França para a Copa do Mundo de 2010, disputada na África do sul. Na época, em repescagem europeia disputada contra a Irlanda, o atacante Thierry Henry dominou bola com a mão em lance que terminou com gol francês. 

A França começou o duelo decisivo desta terça-feira com intensa pressão contra a Ucrânia. Logo aos 3min, Valbuena bateu colocado para defesa impressionante de Pyatov. A absurda blitz ofensiva diminuiu na sequência, mas os franceses continuaram melhores. Tanto que aos 20min abriram o placar: Ribery chutou forte da entrada da área, Pyatov deu rebote, e Sakho completou para abrir o placar.

O gol animou os donos da casa, que retomaram a pressão dos minutos iniciais. A França obrigava o goleiro ucraniano a trabalhar em sequências de lances, mas a partir dos 30min quem começou a se destacar foi a arbitragem. Primeiro, anulou gol legal de Benzema, alegando impedimento, inexistente. Na sequência, “compensou”: o mesmo Benzema, em completo impedimento, anotou gol validado pelo árbitro.

<p>Classificação da França vem após derrota no jogo de ida por 2 a 0</p>
Classificação da França vem após derrota no jogo de ida por 2 a 0
Foto: AP

Completamente acuada, a Ucrânia só teve uma chance aos 46min, quando Konoplyanka viu gol certo ser tirado quase em cima da linha por Debuchy. Mesmo assim, a situação dos ucranianos piorou ainda mais logo no primeiro minuto da etapa final: Khacheridi tomou seu segundo amarelo – e consequentemente o vermelho -, deixando os visitantes com um a menos no confronto.

A pressão esperada dos franceses com um a mais em campo, contudo, não veio. Apesar de ter boas chances com Matuidi e Benzema, a França aparentava tranquilidade e não encurralava o adversário como na etapa inicial. No entanto, aos 27min, logo após a Ucrânia ter grande chance, a França fez gol que dava a classificação para a Copa: Matuidi bateu cruzado, a bola desviou em zagueiro ucraniano e foi para o fundo das redes para delírio da torcida local, que com milhares de bandeiras comemorou a classificação. 

Veja seleções classificadas para a Copa do Mundo:

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade