0

Com "resposta em campo", Kaká lembra 2006 e pede cautela

6 set 2009
00h55
atualizado às 02h38

Ainda nas dependências do Gigante de Arroyito, em Rosário, Kaká não escondeu a satisfação com mais uma boa apresentação da Seleção Brasileira em território rival. Na noite deste sábado, após a incontestável vitória por 3 a 1 sobre a Argentina, o meia lembrou das provocações que vieram do outro lado durante a semana e aprovou a postura da equipe de Dunga, que ignorou os comentários e deu a "resposta em campo".

» Veja fotos de Argentina x Brasil
» Veja fotos da torcida em Rosário
» Brasil faz 3 na Argentina e vai ao Mundial
» Confira a classificação atualizada
» Veja tabela e resultados da 15ª rodada
» Comente a vitória brasileira em Rosário

"Nós procuramos falar pouco, não criamos nenhum tipo de polêmica e a resposta veio dentro de campo", disse o camisa dez, autor da assistência que deu origem ao último gol brasileiro, o segundo de Luís Fabiano na partida. "É uma seleção forte, com grandes nomes, mas hoje o Brasil foi superior", afirmou.

Questionado sobre a situação delicada do rival nas Eliminatórias (quarto lugar), em oposição à festa brasileira, que garantiu com três rodadas de antecedência a vaga para a próxima Copa do Mundo, Kaká disse que acredita na recuperação da Argentina, mas mostrou que não está preocupado com o momento delicado do time de Maradona. "Melhor eles do que a gente. Cada um com os seus problemas", cutucou.

Em meio à festa verde e amarela em Rosário, o novo "galáctico" do Real Madrid encontrou tempo para pedir cautela nas comemorações ao lembrar do fracasso brasileiro na Copa do Mundo de 2006, edição em que também conseguiu a vaga com sobras, mas deixou se envolver pelo clima de otimismo. "Que isso não seja uma coisa negativa como foi das outras vezes. Vamos devagar, melhor seleção do mundo tem que ser na Copa, não agora", encerrou.

Kaká comemora um dos gols contra a Argentina
Kaká comemora um dos gols contra a Argentina
Foto: AFP
Fonte: Terra
publicidade