0

Chineses ironizam "sonho futebolístico" de Xi Jinping em redes sociais

3 out 2013
11h34
atualizado às 13h14
  • separator
  • comentários

As redes sociais chinesas ficaram cheias de comentários irônicos e palavras de desdém em resposta a um comentário sobre futebol feito pelo presidente da China, Xi Jinping, no qual mostrava sua confiança na capacidade do time nacional de futebol para conseguir futuras vitórias, durante sua visita à Indonésia, que terminou nesta quinta-feira.

<p>China ocupa o 109º lugar no ranking da Fifa, a pior da história da equipe</p>
China ocupa o 109º lugar no ranking da Fifa, a pior da história da equipe
Foto: Getty Images

"Espero que nossos dois times nacionais de futebol cheguem à final da Copa em um futuro próximo", afirmou Xi em entrevista concedida na Indonésia e divulgada pelo jornal South China Morning Post.

No entanto, a confiança mostrada pelo presidente no time nacional não corresponde ao pensamento dos chineses, que nesta quinta-feira publicaram várias mensagens em um tom irônico em resposta às palavras do presidente.

"Isto sim é um sonho de verdade", disse um internauta no Weibo, o Twitter chinês, fazendo menção ao slongan "o sonho chinês" com o qual Xi Jinping iniciou seu mandato. "Será o último sonho a ser cumprido", disse outra internauta, que se considera uma "leal" seguidora da equipe de Pequim, o Beijing Guoan.

Os comentários na internet evidenciaram a paixão dos chineses pelo futebol e, ao mesmo tempo, o grande desapego com as equipes locais, que "só somam derrotas", segundo denunciava outro usuário pela internet. "Deveriam conceder nacionalidade a jogadores estrangeiros para ter um bom time nacional", disse outro internauta.

<p>Presidente da China mostra otimismo com futebol local, mas chineses ironizam e mostram descrédito</p>
Presidente da China mostra otimismo com futebol local, mas chineses ironizam e mostram descrédito
Foto: Getty Images

Esta não é a primeira vez que o presidente Xi Jinping faz algum comentário relacionado com seu apreço pelo futebol durante viagens oficiais, lembra o South China Morning Post. Em sua recente visita ao México, Xi lamentou "os maus resultados do futebol chinês".

Apesar do futebol ser o esporte mais acompanhado na China, o time nacional masculino decepcionou em várias ocasiões os milhões de seguidores chineses.

As derrotas, além dos campeonatos manchados por escândalos de corrupção nos últimos anos, têm desmotivado o público, que utiliza um dito popular para a situação. "Em um país com 1,3 bilhão de pessoas, não conseguimos encontrar 11 jogadores decentes".

Quando Xi foi nomeado líder do Partido Comunista da China (e, por ali, meses mais tarde, do Governo), um grande número de torcedores evidenciou a esperança de que um líder que goste de futebol pudesse pudesse melhorar a situação. Mas estas esperanças foram frustradas em março, quando a equipe chinesa caiu até o posto número 109 no ranking mundial, o pior da história do futebol, e sofreu uma trágica derrota contra Tailândia.

O resultado adverso provocou a demissão do técnico, o espanhol José Antonio Camacho, que recebeu uma compensação de US$ 6,3 milhões pelo rompimento do contrato.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade