0

Brasil tem capacidade de fazer melhor Copa de todos os tempos, diz Dilma

27 mai 2013
11h37
atualizado às 12h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Mesmo com a descrença de "muita gente", a construção dos estádios para a Copa das Confederações mostra que o Brasil tem capacidade de realizar o melhor Mundial de todos os tempos, afirmou a presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira.

<p>Presidente participou da inauguração de todos os estádios da Copa das Confederações</p>
Presidente participou da inauguração de todos os estádios da Copa das Confederações
Foto: Marcelo Pereira / Terra

Dilma inaugurou pessoalmente todos os seis estádios que vão receber jogos da Copa das Confederações, que se inicia em 15 de junho. O último deles, a Arena Pernambuco, foi inaugurado dia 20 de maio, na região metropolitana de Recife.

Segundo Dilma, muita gente não acreditava que o país seria capaz de construir os estádios antes da Copa das Confederações e nos padrões exigidos pela Fifa para esse evento e para a Copa do Mundo de 2014.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/mulheres-copa-confederacoes/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/mulheres-copa-confederacoes/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;

"A construção desses seis estádios mostra que o nosso povo tem determinação, capacidade e competência para fazer a melhor Copa de todos os tempos", disse Dilma em seu programa de rádio semanal Café com a Presidenta.

Apenas dois dos seis estádios da Copa das Confederações, um teste para o Mundial de 2014, ficaram prontos no prazo inicial estabelecido pela Fifa (dezembro de 2012): o Castelão, em Fortaleza, e o Mineirão, em Belo Horizonte.

Segundo Dilma, "os trabalhadores que construíram esses estádios, os empresários contratados para fazer essas obras e todos os governos envolvidos provaram que o Brasil é capaz de aceitar desafios e cumprir os compromissos que assume pontualmente".

Devido a atrasos nas obras, a Fifa estendeu a entrega até abril, quando foram inauguradas as arenas de Salvador e Rio de Janeiro. Os estádios de Brasília e Recife foram entregues menos de um mês antes do início da competição.

Diante do cronograma apertado, em abril, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, advertiu que "nem todos os aspectos operacionais" estariam 100 por cento, devido aos atrasos na entrega dos estádios para a competição de junho.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/monte-selecao-copa-confederacoes/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/monte-selecao-copa-confederacoes/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade