0

Contra a Chapecoense, Grêmio mira 5ª vitória seguida para se manter no G-4

Juninho Capixaba deve ser titular na esquerda, enquanto Renato Gaúcho tem problemas para escalar o meio-campo

10 nov 2019
17h28
atualizado às 17h28
  • separator
  • 0
  • comentários

Cada vez mais embalado nesta reta final do Brasileirão, o Grêmio busca neste domingo, às 19 horas, sua quinta vitória consecutiva. O adversário da vez é a Chapecoense, na Arena Condá, pela 32ª rodada. Se tropeçar, o time gaúcho pode perder a vaga recém-conquistada no G-4 da tabela.

O Grêmio voltou ao grupo dos quatro primeiros colocados, que entram direto na fase de grupos da Copa Libertadores, na quinta ao vencer o CSA por 2 a 1. Contribuiu para tanto a derrota do São Paulo diante do Fluminense, no mesmo dia. Com 53, o time de Porto Alegre tem um ponto a mais que o rival paulista.

Para emplacar mais uma vitória, o Grêmio terá que superar dois desfalques: o volante Maicon, um dos líderes do grupo, e o lateral-esquerdo Cortez. Juninho Capixaba deve substituir o titular da lateral. Já, quanto ao meio-campo, Renato Gaúcho poderá ter dificuldades para escalar a equipe.

Tanto Michel quanto Rômulo, ambos volantes com boas chances de substituir Maicon, ficaram de fora do treino de sexta. Michel já reclamava de dores no joelho esquerdo desde a quinta e Rômulo chegou a estar em campo durante 15 minutos no duelo contra o CSA. Se for liberado pelo departamento médico, Rômulo é o favorito para ficar com a vaga de Maicon.

Outra preocupação para o treinador é a postura exibida pela sua equipe diante do CSA. Após abrir o placar na quinta, o time gaúcho cedeu o empate em casa. E só venceu depois de um gol contra do rival de Maceió, nos acréscimos.

"Que sirva de lição. Dos males o menor, porque conseguimos nosso objetivo. Mas fomos abaixo daquilo que poderíamos ter feito. O mais importante foram os três pontos", comentara o treinador. "Já absorveram [o susto]. Quando eles baixam a cabeça, sabem que erraram. Não teve entrega total, mas converso com eles, e o grupo é bom, inteligente."

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade