1 evento ao vivo

Confira detalhes do título do Flu no "Robertão" de 1970

22 dez 2010
11h50
atualizado às 13h12

PALAVRA DO JORNAL A GAZETA ESPORTIVA: Mesmo sem vitória o Fluminense é campeão. E a festa no Rio ainda continua. Em cada canto um grito onde há um regionalismo ferrenho, porque agora dizem que o futebol carioca é o melhor do Brasil. O Atlético Mineiro esteve perto da vitória, mas não quis forçar a vitória. Ficou na troca de bola, atrasando-a para o goleiro e com isso evidenciava que o empate já lhe interessava. Só que os palmeirenses não gostaram de toda essa estória. (Publicado na edição do dia 21/12/1970).

RESUMO: Na última edição do torneio Roberto Gomes Pedrosa/Taça Brasil, o campeonato teve os mesmos 17 participantes da edição anterior, oriundos de sete estados. O Atlético-PR entrou como campeão do Paraná, e a Ponte Preta substituiu a Portuguesa. No entanto, pela primeira vez um time não-paulista venceu a Taça, o Fluminense, após empate por 1 a 1 com o Atlético-MG. O vice-campeão foi o Palmeiras, ao vencer o Cruzeiro por 4 a 2 na última rodada. Paulistas e cariocas se classificaram para a Libertadores de 1971, com o Cruzeiro tendo apenas o artilheiro da competição, Tostão, com 12 gols

CAMPANHA DO CAMPEÃO:
19J - 10V - 5E - 4D - 29GP - 16GC

FICHA TÉCNICA DA FINAL:
FLUMINENSE 1 X 1 ATLÉTICO-MG
Data:
20/12/1970

Local: Maracanã
Renda: Cr$ 535.419,00
Público: 112.403
Árbitro: João Favilli Neto
Assistentes: Não disponível
Gols: Mickey (FLU); Vaguinho (CAM)
FLUMINENSE: Félix; Oliveira, Galhardo, Assis, Marco Antônio (Toninho); Denílson, Didi; Cafuringa, Mickey, Cláudio e Lula.
Técnico: Paulo Amaral
ATLÉTICO-MG: Renato; Nélio (Zé Maria), Humberto, Vantuir, Oldair; Vanderlei, Humberto Ramos; Ronaldo, Vaguinho, Lola e Tião.
Técnico: Telé Santana

Fonte: Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade