1 evento ao vivo

Castán relembra tumor e confia em permanência do Vasco na elite: 'Depende de nós'

Zagueiro minimiza pressão para manter a equipe carioca na Série A do Brasileirão

13 nov 2018
18h29
atualizado às 18h29
  • separator
  • comentários

O zagueiro Leandro Castán se mostrou confiante na permanência do Vasco na Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira, em entrevista coletiva no CT do Almirante, o jogador fez um paralelo com o tumor que teve na cabeça há quatro anos a fim de minimizar as dificuldades do time para se manter na elite.

"Chegamos a uma situação no campeonato em que temos de deixar a pressão de lado. Pressão para mim foi quando fiquei na frente do médico e ele disse que eu tinha um tumor. Sempre sonhei em jogar futebol. Claro que é um momento difícil, mas cabe a nós sairmos disso", disse o zagueiro, que superou um tumor de três centímetros no cérebro.

Castán fez um brincadeira em relação à quantidade de pontos que o atacante Maxi López teve de dar no pé direito após sofrer um corte profundo na derrota por 2 a 1 sobre o Grêmio, no último domingo, em Porto Alegre. O argentino recebeu sete pontos no local do corte, e o zagueiro "pediu" esses pontos para ajudar o Vasco na luta contra o rebaixamento.

"Até falei para o Maxi que se ele quisesse dar esses pontos para a gente ajudaria bastante", brincou. "Mas tem de estar todo mundo pronto para aproveitar. As oportunidades vão aparecer", acrescentou, sobre o substituto de Maxi López, que não deve ter condições de atuar diante do Atlético-PR, nesta quarta-feira, às 19h30, em São Januário, no Rio.

O Vasco é o 15º colocado e soma 38 pontos, apenas um a mais que a Chapecoense, primeira equipe dentro da zona de rebaixamento. O time cruzmaltino fez promoção de ingressos e terá casa cheia no duelo que abre a 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade