0

Carille saca Gabriel e Romero, coloca Ralf e deixa o time mais alto

21 mar 2018
17h39
atualizado às 18h06
  • separator
  • 0
  • comentários


O técnico Fábio Carille promoveu uma série de mudanças na sua equipe para a partida desta quinta-feira, contra o Bragantino, às 20h (de Brasília), no estádio de Itaquera. Preocupado com a bola aérea do adversário, fruto de dois dos três gols do Braga no duelo do domingo, o treinador sacou os "baixinhos" Gabriel (1.70m) e Emerson Sheik (1.71m) para as entradas de Ralf (1.82m) e Júnior Dutra (1.85m).

Ainda que não haja confirmação do intuito da mudança, já que Carille não concedeu entrevistas antes da partida, os dois se juntam ao ganho de altura de Mantuan (1.75m), que substituirá Fagner (1.68m), a serviço da Seleção Brasileira. Mateus Vital, com 1,78m, de acordo com o site oficial do clube, ainda tem uma ligeira vantagem sobre os 1.77m do paraguaio Ángel Romero.

Sem nem contar com Sheik no trabalho de campo, já que o experiente atleta ficou na academia, Carille ficou por mais de uma hora trabalhando o posicionamento e as bolas paradas com seus titulares. Em um primeiro momento, ainda deixou o jovem Pedrinho ao lado do gramado para observar a movimentação. Depois, porém, o canhoto foi liberado para treinar com os reservas, praticamente confirmando o time com Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf, Maycon, Mateus Vital, Rodriguinho e Clayson; Dutra.

Essa será apenas a segunda partida de Ralf como titular da equipe em sua volta ao clube, duas semanas depois de iniciar o embate frente ao Mirassol por causa de uma suspensão de Gabriel. Dutra, por sua vez, não iniciava uma partida desde o empate por 1 a 1 com o Red Bull, em Campinas, pela oitava rodada do Paulista. Vital foi titular mais recentemente, diante do Botafogo-SP.

Com gritos de incentivo, o comandante comemorou cada jogada acertada pelos escolhidos, principalmente nos cruzamentos para a área, outro indício de que a altura dos novos titulares foi fundamental para a decisão. Enquanto isso acontecia, Gabriel e Romero, titulares absolutos da equipe desde o ano passado, movimentaram-se ao lado dos reservas em um treino técnico de campo reduzido, sob o comando dos auxiliares Cuca e Fabinho.



Ao final desta atividade, Pedrinho, Lucca e Matheus realizaram um treinamento de finalização, que rendeu uma brincadeira entre o meia canhoto e o goleiro Filipe, ambos colegas durante as categorias de base. Após perder pênalti, o armador se destacou nas finalizações, fazendo dois lindos gols no ângulo e tirando sarro do arqueiro. "Pega lá, moleque", provocou, ouvindo um "fala muito, Pedrinho" quando teve seu chute defendido.


Ao final da disputa, o duelo ficou 5 x 4 para Pedrinho, ajudado pelo fato de Cuca ter encerrado a atividade logo antes de ele se preparar para bater. "Trabalho está encerrado, cara, não tenho o que fazer", disse o autor do segundo gol contra o Braga, no domingo, exigindo o "pagamento" de dez flexões do companheiro com muitas brincadeiras.

Por ter sido derrotado na primeira partida das quartas de final por 3 a 2, o Timão volta a campo com a missão de vencer por dois gols de diferença para evitar a disputa de pênaltis. Em caso de empate ou vitória do time do interior, os comandados de Fábio Carille só voltariam a disputar um jogo oficial no dia 15 de abril, estreia do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, em Itaquera.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade