0

Campinense nega desmanche e sonha em ‘garantir’ segundo semestre

19 mar 2013
19h04

O primeiro título do Campinense na Copa do Nordeste transformou o clube em uma vitrine para outras equipes nacionais. No entanto, depois do sucesso em um torneio que reuniu as principais equipes da região, o presidente da agremiação de Campina Grande, William Simões, não pensa em se desfazer dos atletas e quer manter também o técnico Oliveira Canindé, pois almeja a classificação para a Série D do Campeonato Brasileiro.

"Na verdade, existem especulações, mas nada de proposta oficial (aos atletas). O mais importante é não ter baixa, porque lutamos ainda em duas competições e todos têm contrato até junho. Conversamos com o Oliveira Canindé e o mais importante é a permanência de todos", afirmou o mandatário, em entrevista por telefone à Gazeta Esportiva.net.

O título da Copa do Nordeste, obtido no domingo, fez o técnico Canindé despertar o interesse de outras equipes, inclusive do ASA, que foi derrotado pelo Campinense na decisão. No entanto, o clube de Arapiraca acabou acertando com outro profissional (Vinícius Eutrópio), e William Simões tem certeza da manutenção de seu treinador. "Ele está feliz aqui. Acho que tem 99% de chances de ele ficar", afirmou.

O Campinense estreia na Copa do Brasil em 10 de abril, contra o Sampaio Corrêa, mas já está concentrado agora para a busca do bicampeonato do Campeonato Paraibano. O objetivo do presidente é aproveitar o Estadual para se classificar para a Série D do Brasileiro, o que garantiria a sequência de jogos da equipe para o segundo semestre.

"Só o campeão vai participar da Série D, pois a Paraíba só ficou com uma vaga (na quarta divisão nacional). A CBF está reduzindo a quantidade de clubes, mas acho que deveria aumentar, porque há times de tradição fora da competição. Vamos buscar o bicampeonato na Paraíba e esperamos conseguir, mas vai ser muito equilibrado, porque temos grandes adversários", acrescentou.

O Campinense estreia no Paraibano na noite de quinta-feira, contra o Atlético-PB, no estádio Perpetão. Mas a grande expectativa é para o jogo de domingo, contra o rival Treze. "É um dos maiores clássicos. Vai ter casa cheia", vislumbrou o mandatário.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade