0

Brasileirão 2019 tem maior média de público desde 1983

Líder da Série A, Flamengo puxa fila dos maiores públicos; embalo de paulistas e nordestinos ajudam a explicar os números atuais

26 ago 2019
14h02
atualizado às 18h50
  • separator
  • 0
  • comentários

Quatro grandes clubes paulistas brigando na ponta, liderança do Flamengo e equipes do nordeste empolgadas com a participação na Primeira Divisão. Essa soma de fatores faz a edição 2019 do Campeonato Brasileiro ter até agora a maior média de público desde a temporada de 1983. Naquele ano, 22.953 foi a média de torcedores nos estádios, quando o Flamengo se tornou campeão. Atualmente, esse número está em 21.062 torcedores.

O valor é quase o dobro do registrado desde a implantação do sistema de pontos corridos, em 2003. Naquele ano, o Brasileirão teve 10.468 pessoas em média por partida nos estádios. A pior marca veio no ano seguinte, com 7.556. Esse número é o mais baixo desde quando se tem registros mais confiáveis, de 1971 para cá, quando a competição deixou de se chamar Roberto Gomes Pedroza para ser batizado de Campeonato Brasileiro.

Troféu do Brasileirão
Troféu do Brasileirão
Foto: Divulgação/CBF / Estadão

Embalado pelos gols do trio Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, o Flamengo, atual líder do torneio nacional, lidera o ranking de maior média de público com 47.477 espectadores. O rubro-negro é seguido por Corinthians, que tem média de 36.377; São Paulo, com 35.822; e Palmeiras, 32.767.

Os nordestinos Fortaleza, com 29.760, Ceará, 27.533, e Bahia, 25.700, aparecem na sequência da lista. Os piores no quesito público na primeira divisão nacional são Avaí, com 5.985, e Chapecoense, com 5.938. Curiosamente, essas são equipes que estão na zona de rebaixamento.

O Santos é um caso diferente nesta categoria. Apesar de estar na parte de cima da tabela durante boa parte da disputa, o clube optou por deixar de lado o Pacaembu e está usando a força da Vila Belmiro para mandar suas partidas. O estádio, no entanto, tem limitação de 16.068 pessoas. Atualmente, o Santos apresenta média de 11.390 pagantes por jogo, é baixa em comparação aos outros grandes do Brasileirão, mas alta para suas últimas edições.

Venda de mando de campo

Em reunião do Conselho Técnico do Campeonato Brasileiro, formado pelos 20 clubes da Série A, no ano passado, ficou definido que cada clube só poderá negociar até cinco mandos de campo fora de seu Estado de origem e nenhum pode acontecer nas últimas cinco rodadas da competição. O sistema é muito questionado por tirar o equilíbrio técnico da disputa. Mas é justamente uma dessas partidas disputadas longe da casa do time mandante que registra o maior público e a maior renda bruta do Brasileirão 2019. A goleada do Flamengo contra o Vasco teve 65.418 pagantes e um faturamento de R$ 5.285.443.

Média de público do Brasileirão 2019

1 - Flamengo: 47.477

2 - Corinthians: 36.377

3 - São Paulo: 35.822

4 - Palmeiras: 32.767

5 - Fortaleza: 29.760

6 - Ceará: 27.533

7 - Bahia: 25.700

8 - Internacional: 23.796

9 - Fluminense: 21.049

10 - Vasco: 20.761

Cinco jogos de maior público

1º - 17/08/2019 - Mané Garrincha

Vasco 1 x 4 Flamengo

Público: 65.418

2º - 18/08/2019 - Morumbi

São Paulo 1 x 0 Ceará

Público: 47.705

3º - 10/08/2019 - Morumbi

São Paulo 3 x 2 Santos

Público: 47.277

4º - 4/08/2019 - Arena Corinthians

Corinthians 1 x 1 Palmeiras

Público: 42.675

5º - 12/06/2019 - Mané Garrincha

CSA 0 x 2 Flamengo

Público: 37.458

Média de público na era dos pontos corridos

2003 - 10.468

2004 - 7.556

2005 - 13.600

2006 - 12.300

2007 - 17.461

2008 - 16.992

2009 - 17.807

2010 - 14.800

2011 - 14.976

2012 - 13.148

2013 - 14.969

2014 - 16.537

2015 - 17.051

2016 - 15.219

2017 - 15.961

2018 - 18.821

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade