0

Camarões, Costa do Marfim e surpresa Burundi avançam à Copa Africana de Nações

Costa do Marfim superou com facilidade Ruanda por 3 a 0, em Abidjan e fechou o Grupo H na segunda colocação com 11 pontos

23 mar 2019
19h14
atualizado às 19h26
  • separator
  • comentários

A sexta e última rodada das Eliminatórias para a Copa Africana de Nações definiu neste sábado mais três classificados à fase final, que será em junho e julho deste ano no Egito. Tradicionais no continente, Camarões e Costa do Marfim bateram Comores e Ruanda por 3 a 0, respectivamente, e avançaram, assim como a surpresa Burundi, que empatou por 1 a 1 contra o Gabão, do atacante Aubameyang, do Arsenal, para se garantir pela primeira vez na história entre os melhores da África.

Em sua casa, em Yaoundé, a seleção de Camarões superou a forte chuva para derrotar Comores por 3 a 0 e garantir a segunda colocação do Grupo B com 11 pontos, mesma pontuação de Marrocos - líder por ter melhor saldo de gols (5 a 3). A equipe comandada por Clarence Seedorf venceu com os gols de Choupo-Moting, Christian Bassogog e Clinton N'Jie.

Quando as Eliminatórias começaram, em setembro do ano passado, Camarões estava garantida na Copa Africana de Nações porque era a sede da fase final. No entanto, por problemas de segurança e infraestrutura, a Confederação Africana de Futebol (CAF, na sigla em francês) decidiu no final de 2018 mudar a competição para o Egito. Assim, a vaga teve de ser conquistada no campo, como aconteceu neste sábado.

Quem também passou com facilidade foi a Costa do Marfim, que superou a Ruanda por 3 a 0, em Abidjan, com os gols de Nicolas Pépé (promessa do Paris Saint-Germain), Eric Bailly e Maxwel Cornet. Os marfinenses fecharam o Grupo H na segunda colocação com 11 pontos, mesma pontuação da líder Guiné, que foi melhor no confronto direto.

SURPRESA - Assim como Madagáscar, que conseguiu a sua classificação em novembro do ano passado, a seleção do Burundi se garantiu pela primeira vez na história na fase final. A vaga veio com o empate por 1 a 1 contra o Gabão, que mesmo com jogadores de renome no futebol europeu foi eliminado.

A igualdade levou Burundi aos 10 pontos, na segunda colocação do Grupo C, contra oito dos gaboneses. A liderança é de Mali, que já estava classificada antecipadamente e chegou aos 14 ao derrotar o Sudão do Sul por 3 a 0 como mandante.

Pelo regulamento, os dois primeiros colocados de cada um dos 12 grupos classificam-se para a Copa das Nações Africanas. Já são 19 países garantidos: Costa do Marfim, Camarões, Senegal, Madagáscar, Marrocos, Argélia, Nigéria, Guiné, Mauritânia, Tunísia, Egito, Uganda, Angola, Guiné-Bissau, Namíbia, Gana, Quênia, Mali e Burundi.

O torneio deste ano será a 32.ª edição da competição, que tem o Egito como o maior vencedor (sete títulos) e Camarões como o atual campeão.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade